Política

Avaliação de Dilma se estabiliza no menor nível, diz pesquisa CNI-Ibope

Agência Brasil

Dilma é mais bem avaliada elevada entre pessoas com renda familiar de até um salário mínimo: 14% dizem que sua gestão é ótima ou boa. Nos demais três estratos de renda familiar avaliados pela pesquisa, o percentual cai para 7%. foto: Agência Brasil

Pesquisa CNI-Ibope divulgada nesta terça-feira (15) mostra que a aprovação da presidente Dilma Rousseff se estabilizou em seu menor patamar. De acordo com o levantamento, 70% da população avalia que seu governo seja ruim ou péssimo. Em pesquisa realizada em setembro, 69% fazia a mesma avaliação, ante e 68% em junho.

A parcela da população que avalia a gestão Dilma como regular caiu de 21% em junho e setembro para 20%. Apenas 9% da população avalia seu governo como ótimo ou bom, ante 10% em setembro e 9% em julho.

Dilma é mais bem avaliada elevada entre pessoas com renda familiar de até um salário mínimo: 14% dizem que sua gestão é ótima ou boa. Nos demais três estratos de renda familiar avaliados pela pesquisa, o percentual cai para 7%.

Popularidade de Dilma

O levantamento dá destaque à avaliação de políticas de meio ambiente, cuja desaprovação cresceu nove pontos. O relatório do da CNI (Confederação Nacional Da Indústria) levanta a possibilidade de que a opinião das pessoas ouvidas tenha sido influenciada pelo rompimento da barragem em Mariana.

Subiu de 65% para 74% o número de pessoas que desaprovam as ações do governo relativas ao meio ambiente. É o maior percentual registrado durante o governo Dilma.

Foram ouvidas 2002 pessoas de 143 municípios entre os dias entre 4 e 7 de dezembro. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir