Política

Ausência do presidente do TRE-AM adia decisão sobre cassação de José Melo

Melo é acusado de abuso de poder econômico e político nas eleições de 2014. - foto: arquivo EM TEMPO

Melo é acusado de abuso de poder econômico e político nas eleições de 2014. – foto: arquivo EM TEMPO

O resultado do julgamento de uma ação que pede a cassação do governador do Amazonas, José Melo (Pros), e do vice, Henrique Oliveira (SD), só deve ser conhecido na próxima quarta-feira (24).

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), Yedo Simões, está viajando e não participou da sessão de hoje (17). O juiz Felipe Thury, único que falta votar, decidiu aguardar o retorno do desembargador para anunciar seu voto sobre o processo que pede a cassação dos diplomas de Melo e de Oliveira.

Eles são acusados de abuso de poder econômico e político nas eleições de 2014. Até o momento, três magistrados votaram contra os políticos e dois a favor. Na sessão do dia 2, o juiz Felipe Thury pediu vista, ou seja, mais tempo para analisar o processo. Caso ele vote a favor, haverá empate e a decisão caberá ao desembargador Yedo Simões.

O julgamento começou no dia 28 de junho deste ano. Desde essa data, duas sessões foram suspensas e quatro juízes pediram vista.

Em janeiro, o governador e o vice tiveram os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral do estado por compra de votos na eleição passada. Eles recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e permanecerão no cargo até decisão final.

Por Agência  Brasil

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir