Esportes

Audax deve fechar parceria com o Oeste para jogar Série

Vice-campeão paulista, o Audax deve voltar a campo já na próxima sexta-feira (13), mas com a camisa do Oeste, de Itápolis, para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Nesta segunda-feira (9), dirigentes das duas equipes devem se reunir para fechar os últimos detalhes do acordo. A negociação pode ser adiada para terça (10) em virtude da morte da mãe de Mário Teixeira, que comanda o futebol do Audax.

“Está muito bem encaminhado e devemos fechar nesta segunda-feira ou no máximo na terça. Seria uma composição entre as duas equipes, já que o Oeste tem um elenco e um treinador [Roberto Fonseca] já contratados”, disse Nei Teixeira, diretor de futebol do clube de Osasco.

“Uma das nossas imposições é que o Fernando Diniz e a nossa comissão técnica esteja à frente do Oeste, que usará toda nossa estrutura de centro de treinamento, moradia e estádio. Precisamos também alinhar a questão salarial dos jogadores, mas não vejo isso como uma dificuldade”, acrescentou.

Caso o acordo seja concretizado, Roberto Fonseca deverá dirigir o Audax na Série D do Campeonato Brasileiro, equivalente à quarta divisão. O time será formado por jogadores do Oeste e do Audax que não forem aproveitados na Série B, além de atletas do Audax Rio, do Grêmio Osasco e do Osasco FC.

O Audax, o Audax Rio, o Grêmio Osasco e o Osasco são geridos por Mário Teixeira, ex-homem forte do Bradesco.
“Ninguém vai ficar desamparado. Estamos resolvendo esses detalhes para fechar a parceria”, completou Nei.

No ano passado, os dois clubes também fizeram uma parceria, mas não envolveu a transferência de muitos atletas. A equipe cedeu o José Liberatti para o time de Itápolis mandar seus jogos na Série B do Brasileiro, já que o estádio dos Amaros não tinha os laudos necessários.

Além do Oeste, o time de Osasco diz ter sido procurado também pela Portuguesa, América-RN, Guaratinguetá, Mogi Mirim e Macaé para fechar uma parceria para o segundo semestre.

OESTE

Neste ano, o Oeste foi rebaixado para a Série A2 do Campeonato Paulista.

Apesar de ter utilizado o estádio dos Amaros durante a competição estadual, o clube não conseguiu os laudos necessários para que o local esteja liberado para a Série B do Campeonato Brasileiro, que começa na próxima sexta-feira.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já marcou a primeira partida do clube na competição para Catanduva -enfrenta o Atlético-GO, às 20h30, na sexta-feira.

PARCERIA

A “mudança” não seria uma novidade para o Audax. Em 2014, o clube fez uma parceria com o Guaratinguetá para disputar a Série C do Campeonato Brasileiro. Na oportunidade, aproximadamente 20 jogadores, o técnico Fernando Diniz e membros da comissão técnica foram transferidos para o time do Vale do Paraíba. Os treinos, porém, continuaram em Osasco.

No ano passado, o Guaratinguetá adotou modelo semelhante com o Atlético-PR, que cedeu 16 jogadores, além do treinador português Sérgio Viera. Os treinos foram realizados no CT do Caju, em Curitiba.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir