Política

Atraso de salários gera denúncias em Itapiranga

 Segundo o secretário municipal de Administração, atraso foi em decorrência da queda na arrecadação por conta de crise econômica no país- foto: divulgação


Segundo o secretário municipal de Administração, atraso foi em decorrência da queda na arrecadação por conta de crise econômica no país- foto: divulgação

Os servidores do município de Itapiranga (a 227 quilômetros de Manaus) denunciaram que estão com o 13º salário e os vencimentos do mês de dezembro atrasados desde o ano passado.

Mesmo com uma receita do município registrada em 2015 em, aproximadamente, R$ 1,3 milhão, a prefeitura, segundo denúncias, não pagou o 13º de 486 funcionários públicos entre servidores, efetivos, contratados e comissionados.

Insatisfeito com a administração pública do município, um morador de Itapiranga, que não quis ter seu nome revelado com medo de represálias, disse que a cidade vive em um total abandono.

“Já vai para o terceiro mês de atraso do salário dos servidores; tem gente passando necessidade, pois assim como em todo interior do Amazonas a população depende do pouco que ganha trabalhando no poder público municipal”, disse.
O morador de Itapiranga disse que além de a prefeitura atrasar o salário dos servidores, o município passa por necessidades na área da saúde, do saneamento básico e da educação, inclusive com falta de merenda escolar.

Crise econômica

De acordo com o secretário municipal de Administração de Itapiranga, Heitor Garcia Souza, disse que o atraso nos salários é em decorrência da queda na arrecadação de receita em mais de 30%, registrada em 2015.

Segundo ele, o prefeito está a mais há de 7 anos comandando o Executivo municipal, em seu segundo mandato como prefeito, e essa é a primeira vez que o salário do funcionalismo público atrasa.

Segundo ele, o pagamento do 13º salário dos servidores está previsto para ser creditado hoje. Quanto aos demais pagamentos em atrasos, o secretário municipal de Administração explicou que serão efetuados em três categorias nos dias 27,28 e 29 de janeiro deste ano, com pagamentos por ordem alfabética. Segundo ele, até o início do mês de fevereiro deste ano todos os pagamentos estarão regularizados.

“Infelizmente, essa crise econômica atinge todos e, apesar das dificuldades, vamos con-seguir pagar os servidores”, disse o secretário municipal.

Por Henderson Martins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir