Esportes

Atlético-MG sofre, mas abre vantagem sobre o Juventude

Atlético Mineiro sai na frente, no confronto de 180 minutos, contra o Juventude - foto: Bruno Cantini/CAM

Atlético Mineiro sai na frente, no confronto de 180 minutos, contra o Juventude – foto: Bruno Cantini/CAM

O Atlético-MG contou com um bom público no Mineirão, diante de uma equipe da Série C do Campeonato Brasileiro, mas sofreu diante do Juventude. Apesar de uma partida muito abaixo do que pode produzir, o time atleticano venceu por 1 a 0, com gol de Lucas Pratto.

O resultado dá aos mineiros a vantagem de um empate no jogo da volta para ir às semifinais da Copa do Brasil. O jogo acontece no dia 19 de outubro, em Caxias do Sul (RS).

Muito se espera de um ataque formado por Cazares, Robinho, Clayton e Lucas Pratto. Depois de um bom começo, com muitos toques de primeira, chances criadas e o gol marcado por Pratto, os grandes jogadores do Atlético sumiram do jogo. Pouco o time mineiro conseguiu produzir diante do Juventude. A sensação foi que a equipe alvinegra tinha condições de fazer mais.

O Atlético ainda mira o título do Campeonato Brasileiro. Na terceira divisão nacional, o Juventude tem dois importantes jogos com o Fortaleza, que valem uma vaga na Série B do Brasileiro. Apesar dos objetivos em outras competições, os times traçaram estratégias diferentes para o primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, em Belo Horizonte. O técnico Marcelo Oliveira escalou o que tinha de melhor à disposição, enquanto Antônio Carlos Zago deixou seis titulares fora do time gaúcho.

Mesmo como visitante e diante de um postulante ao título brasileiro, o Juventude levou bastante perigo com oportunidades criadas e não aproveitadas. Como o chute de Roberson, que parou no travessão.

Atlético-MG

Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Erazo (Gabriel) e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Cazares (Dátolo); Clayton (Patric), Robinho e Lucas Pratto. T.: Marcelo Oliveira

Juventude

Elias; Neguete (Carpini), Ruan, Micael e Pará; Bruninho, Wanderson, Wallacer e Romarinho (Hugo Almeida); Roberson (Vidal) e Caion. T.: Antônio Carlos Zago

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte

Árbitro: Vinicius Furlan (SP)

Gols: Lucas Pratto, aos 16 min do primeiro tempo

Cartões amarelos: Rafael Carioca e Robinho (A)

Cartão vermelho: Carlos César (A)

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir