Esportes

Atlético-MG sofre, mas abre vantagem sobre o Juventude

Atlético Mineiro sai na frente, no confronto de 180 minutos, contra o Juventude - foto: Bruno Cantini/CAM

Atlético Mineiro sai na frente, no confronto de 180 minutos, contra o Juventude – foto: Bruno Cantini/CAM

O Atlético-MG contou com um bom público no Mineirão, diante de uma equipe da Série C do Campeonato Brasileiro, mas sofreu diante do Juventude. Apesar de uma partida muito abaixo do que pode produzir, o time atleticano venceu por 1 a 0, com gol de Lucas Pratto.

O resultado dá aos mineiros a vantagem de um empate no jogo da volta para ir às semifinais da Copa do Brasil. O jogo acontece no dia 19 de outubro, em Caxias do Sul (RS).

Muito se espera de um ataque formado por Cazares, Robinho, Clayton e Lucas Pratto. Depois de um bom começo, com muitos toques de primeira, chances criadas e o gol marcado por Pratto, os grandes jogadores do Atlético sumiram do jogo. Pouco o time mineiro conseguiu produzir diante do Juventude. A sensação foi que a equipe alvinegra tinha condições de fazer mais.

O Atlético ainda mira o título do Campeonato Brasileiro. Na terceira divisão nacional, o Juventude tem dois importantes jogos com o Fortaleza, que valem uma vaga na Série B do Brasileiro. Apesar dos objetivos em outras competições, os times traçaram estratégias diferentes para o primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, em Belo Horizonte. O técnico Marcelo Oliveira escalou o que tinha de melhor à disposição, enquanto Antônio Carlos Zago deixou seis titulares fora do time gaúcho.

Mesmo como visitante e diante de um postulante ao título brasileiro, o Juventude levou bastante perigo com oportunidades criadas e não aproveitadas. Como o chute de Roberson, que parou no travessão.

Atlético-MG

Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Erazo (Gabriel) e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Cazares (Dátolo); Clayton (Patric), Robinho e Lucas Pratto. T.: Marcelo Oliveira

Juventude

Elias; Neguete (Carpini), Ruan, Micael e Pará; Bruninho, Wanderson, Wallacer e Romarinho (Hugo Almeida); Roberson (Vidal) e Caion. T.: Antônio Carlos Zago

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte

Árbitro: Vinicius Furlan (SP)

Gols: Lucas Pratto, aos 16 min do primeiro tempo

Cartões amarelos: Rafael Carioca e Robinho (A)

Cartão vermelho: Carlos César (A)

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir