Esportes

Atleta paraolímpico morre cinco dias após ouro na Copa de halterofilismo

Em 2015, o atleta foi medalhista de ouro no Parapan-Americano de Toronto, no Canadá, e campeão das Américas - foto: divulgação

Em 2015, o atleta foi medalhista de ouro no Parapan-Americano de Toronto, no Canadá, e campeão das Américas – foto: divulgação

O halterofilista paraolímpico brasileiro Joseano Felipe, 42, morreu nesta quinta-feira (28) após sofrer um infarto em sua casa, em Natal (RN). A informação foi confirmada pela Comitê Paraolímpico Brasileiro.

No último sábado (23), ele conquistou a medalha de ouro na categoria até 107 kg da Copa do Mundo da modalidade, disputada na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra.

O resultado havia colocado o paraibano em 6º lugar no ranking classificatório à Paraolimpíada do Rio-2016.

Em 2015, ele foi medalhista de ouro no Parapan-Americano de Toronto, no Canadá, e campeão das Américas.

Trajetória

O atleta ficou paraplégico no dia 4 de novembro de 2000, quando era policial do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e participava de uma ação durante uma tentativa de fuga na penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte.

Durante troca de tiros com bandidos, Joseano, que estava na corporação há menos de dois anos, foi atingido por uma bala na coluna e acabou perdendo definitivamente o movimento das pernas. Ele passou a depender de uma cadeira de rodas para se locomover.

Por cerca de três anos, o policial aposentado perdeu o gosto pela vida. Em depressão, ele não saía de casa e não tinha vontade de fazer nada. Foi quando, para ajudar na recuperação, começou a fazer hidroterapia em um clube de Natal, onde vivia com a família.

Em uma dessas idas ao clube, uma equipe de halterofilismo paraolímpico estava treinando lá, e Joseano acabou sendo convidado para praticar o esporte.

Joseano vivia exclusivamente do halterofilismo, treinando por cerca de duas horas diariamente.

“Costumo dizer que o esporte me trouxe a vida novamente. Sou feliz por causa do esporte”, ele afirmou à Folha de S.Paulo após o título do último fim de semana.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir