Economia

Atividade econômica inicia terceiro trimestre em leve queda, segundo BC

Após registrar três trimestres seguidos de baixa, a atividade econômica iniciou o terceiro trimestre de 2015 em ligeira queda.

O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) recuou 0,02% em julho na comparação com junho. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a queda foi de 4,25%.

O indicador acumula ainda retração de 2,74% no ano e de 1,93% em 12 meses.

O IBC-Br serve como referência para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.
Entre os dados utilizados no cálculo do indicador estão os números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre produção industrial, vendas no varejo e atividade no setor de serviços.

Dados do PIB (Produto Interno Bruto), medido pelo IBGE, e também do IBC-Br indicam que a economia brasileira está em recessão desde o ano passado.

Reportagem da Folha de S.Paulo deste sábado (19) mostrou que dados recentes da economia real indicam que a situação do país tende a piorar até o fim do ano. Encomendas de insumos essenciais para a produção, como energia e embalagens, continuam em queda em relação ao ano passado e a meses anteriores deste ano.

Segundo o BC, com o processo de ajuste macroeconômico em curso, a taxa de crescimento do PIB mostra que o ritmo de expansão da atividade neste ano será inferior ao seu potencial. Esse processo, para a instituição, está sendo intensificado pelas incertezas geradas por eventos não econômicos, como a operação Lava Jato.

Para voltar a crescer, no entanto, o BC avalia que é necessário recuperar a confiança de empresas e consumidores na economia, por meio, por exemplo, da queda da inflação e da melhora nos indicadores das contas públicas.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir