Variedades

Atitudes incoerentes de pais podem vitimizar seus filhos quando adultos

Algumas pessoas se fazem de vítima diante os problemas da vida. Estas pessoas, geralmente, não possuem o controle das suas emoções e ações, além de usarem qualquer coisa como desculpa para seus fracassos diários.

Segundo estudos psicológicos, as pessoas se vitimizam para conseguir mais atenção, mostrando às pessoas com quem se relaciona que sua vida é ruim, na esperança que isso possa despertar alguma piedade e atenção por parte dos ouvintes.

Segundo o psicólogo e master coach João Alexandre Borba, vítima é todo aquele que vive ressentido, e que perdeu o contato com sua força de vida original.

“Esta força é a responsável por alavancar projetos, mergulhar em relacionamentos satisfatórios e em exigir do mundo trocas justas e balanceadas. A vítima é todo aquele que culpa os outros pelas suas adversidades e esqueceu de se responsabilizar pela própria vida”, explica o profissional.

Borba ainda diz que é muito comum que pais transformem seus filhos em vítimas por tentarem protegê-los de mais, ou, até mesmo, por forçarem um amadurecimento precoce, mesmo que de forma não intencional.

O psicólogo listou algumas ações, realizadas pelos pais, e que podem tornar os filhos vitimizados no futuro. Confira:

1)  Fazer tudo para seu filho e não deixando-o amadurecer sua independência:
Crianças adoram ser reconhecidas em suas idiossincrasias e ações espontâneas. Com um olhar um pouco mais observador, já é possível encontrar talentos incríveis em crianças pequenas. Estimule-os em vez de censurá-los. Querer que seu filho seja uma cópia sua é retirar lentamente sua identidade.

2)  Envolver as crianças em temáticas adultas, colocando-os para darem opiniões:
Crianças são muito vulneráveis a terem de tomar partido em qual dos pais estaria certo ou errado naquela questão. Isso os torna pessoas ‘pesadas’, pois não suportam carregar um peso que não lhes compete. Deixe seu filho ter uma infância livre.

3)  Olhar com pena ou piedade para suas crianças:
Independente da sua situação de vida, sempre estimule seu filho a ser um vencedor e um desbravador. Jamais tenha piedade ou dó dele. Acredite em seu potencial e em sua força de vida. Crianças aprendem primeiro a se identificarem com o olhar dos pais, para depois, quando chegam à fase adulta, selecionarem o que irão manter ou eliminar deste olhar inicial. Isto seria um adulto realmente na fase adulta.

A vítima sempre sofre e se perde em seus dramas. Enquanto não aprender a separar amor de piedade, enquanto acreditar que ao receber a pena e a piedade dos outros está também recebendo amor, este processo jamais terá fim.

Dramas internos, avassaladores, costumam transgredir e ultrapassar várias e várias gerações. Por isso, torne-se responsável pela própria vida. Não há nada mais leve, belo e libertador do que ver um adulto caminhando junto a sua criança interna.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir