Mundo

Atirador mata quatro fuzileiros navais em ataque a centros militares

Um atirador matou nesta quinta-feira (15) quatro fuzileiros navais e feriu outras dois pessoas ao abrir fogo contra duas instalações militares em Chattanooga, nos Estado americano do Tennessee. O criminoso foi morto pela polícia.

Segundo o promotor federal da região, Bill Killian, a ação foi um ataque de terrorismo interno. O FBI (Birô Federal de Investigações) investiga qual o motivo que levou o atirador a abrir fogo contra as instalações militares.

O ataque começou por volta das 11h (12h em Brasília), quando o homem disparou mais de dez tiros contra um centro de recrutamento das Forças Armadas em um centro comercial.

Em seguida, ele percorreu 10 km de carro e chegou a uma área militar que abriga um centro de apoio operacional da Marinha e um centro de reservistas dos fuzileiros navais. Enquanto disparava nesta região, o atirador foi morto.

Membros da investigação afirmaram à agência de notícias Associated Press que os três feridos são um policial e um soldado. Não há informações até o momento sobre em qual dos dois locais ocorreram as mortes.

Enquanto o atirador ainda estava foragido, a polícia local e a polícia rodoviária estadual do Tennessee cercaram as saídas da cidade. A Casa Branca informou que o presidente Barack Obama já foi avisado sobre os ataques.

FECHAMENTO

A ação do atirador também provocou o fechamento de diversos prédios próximos à instalação militar, incluindo o Centro de Reservistas da Marinha, complexos de lojas e campus da Universidade Estadual do Tennessee.

Testemunhas afirmam que o atirador parecia calmo. “Todo mundo ficou imobilizado e assim que ele parou de atirar corremos para ver se estavam todos bem”, disse Erica Wright, vendedora de uma loja do centro comercial.

O governador do Tennessee, Bill Haslam, lamentou o ataque. “Foram perdidas vidas de algumas pessoas fiéis que serviram ao nosso país e eu penso que todos os moradores do Estado estão enojados e tristes por isso.”

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir