Esportes

Ataque faz a diferença em 2016, e Riascos vira amuleto por título

Riascos, autor de nove gols na temporada, cai nas graças da torcida a cada apresentação com a camisa vascaína - foto: Josemar Antunes

Riascos, autor de nove gols na temporada, cai nas graças da torcida a cada apresentação com a camisa vascaína – foto: Josemar Antunes

Invencibilidade de nove jogos sobre o maior rival, 22 partidas sem derrotas e um ataque que marcou em todos os compromissos de 2016. O Vasco chega embalado à decisão contra o Botafogo e com um amuleto especial na busca pelo bicampeonato. Trata-se do colombiano Riascos, autor de nove gols na temporada e que cai nas graças da torcida a cada apresentação com a camisa vascaína.

O Vasco disputou 17 jogos em 2016. Foram 13 vitórias e quatro empates. O ataque fez 29 gols e não passou em branco nem uma vez sequer. A força ofensiva é um dos destaques do time organizado pelo técnico Jorginho e é justamente nisso que os vascaínos apostam em mais uma final diante do Botafogo.

Outro fator interessante no Vasco é a evolução dos jogadores nos momentos decisivos da equipe. O colombiano Riascos é o destaque. Ele terminou 2015 questionado, reencontrou o bom futebol e hoje ocupa artilharia do time. Além de gols, ele tem feito boas jogadas, como os dois dribles desmoralizantes aplicados em cima do zagueiro rubro-negro César Martins no lance do gol de Andrezinho.

Comandado por Nenê e com o amuleto Riascos em grande fase, os vascaínos estão otimistas em relação ao bicampeonato carioca. E o técnico Jorginho é só elogios aos jogadores em um momento de decisão na temporada.

“O Riascos é um jogador que obtém destaque pela sua obediência. Tem dado trabalho aos zagueiros, não se contenta em ser pivô. É um jogador que se movimenta bem, joga em velocidade e isso dificulta para o adversário. A torcida está vendo isso, a diretoria está vendo isso”, afirmou.

“Tivemos algumas vitórias sobre o Flamengo, mas cada jogo é um jogo. Não podemos achar que isso vai acontecer sempre. Temos que seguir focados no que precisamos alcançar. É um sonho o título de campeão carioca invicto”, completou.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir