Mundo

Ataque a hotel da Somália deixa ao menos seis mortos

Pelo menos seis pessoas morreram neste domingo em um ataque realizado a um hotel em Mogadíscio, capital da Somália, no leste da África.

O ação foi realizada por um suicida, que parou um carro com explosivos na entrada do hotel Jazeera e detonou as bombas.

O hotel fica perto de edifícios da ONU e costuma hospedar delegações estrangeiras.

Com a explosão, pedaços de corpos e partes de carros ficaram espalhados pelo local.

O grupo radical islâmico Al Shabaab assumiu a autoria do atentado, e disse tratar-se de uma resposta aos ataques aéreos feitos pelo governo Somali contra seus membros.

No sábado, um parlamentar somali e seus dois guarda-costas foram mortos pelo Al Shabaab.

O atentado ocorre no último dia da visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao vizinho Quênia. Neste domingo, ele seguiu para a vizinha Etiópia.

A luta conjunta entre Quênia e EUA contra o Al Shabaab foi um dos principais temas na agenda de Obama durante a viagem.

O líder americano declarou que o grupo terrorista foi “debilitado” nos últimos meses pela ofensiva do exército somali e das tropas aliadas da União Africana (UA), mas lembrou que o problema não está resolvido.

A milícia perdeu recentemente o controle de importantes cidades estratégicas, recuperadas pelo governo.

O Al Shabaab anunciou em 2012 sua adesão formal à Al Qaeda e luta para instaurar um Estado islâmico na Somália.

O país africano vive em um estado de guerra e caos desde 1991, quando foi derrubado o ditador Mohammed Siad Barre, o que deixou o país sem um governo efetivo e em poder de milícias radicais islâmicas e grupos de delinquentes armados.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir