Dia a dia

Associações alertam para os males do alcoolismo

O alcoolismo é uma doença que atinge 20 milhões de pessoas no Brasil – Márcio Melo

Em alusão à semana dedicada contra o alcoolismo, associações reforçam o alerta sobre a importância de diagnosticar e tratar a doença, considerada até o momento sem cura. De acordo o Alcoólicos Anônimos do Brasil (AABR), a doença é progressiva e desmoraliza o ser humano antes de levar à morte. O alcoolismo atinge 13% da população e estima-se que 20 milhões pessoas sofrem desse mal no Brasil.

Especialista ressaltam que, independentemente da quantidade de bebida alcoólica ingerida, é necessário sempre estar atento ao comportamento das pessoas, para que se possa avaliar a necessidade de se iniciar os devidos cuidados. O uso e o abuso constante de bebidas alcoólicas e a falta de controle pode se tornar um caso de doença. O assunto é o principal problema de saúde pública atualmente.

Para um dos coordenadores da Associação dos Alcoólicos Anônimos (AA), de um bairro da Zona Oeste, identificado apenas como “Silva”, por medida de segurança, o alcoolismo é uma doença física, mental, emocional e espiritual, dividida em várias fases.

“Para nós do AA, o alcoólatra é aquele indivíduo que quando bebe causa problema para si, para família e para sociedade. Não importa a quantidade de bebida e nem a periodicidade. Pode ser uma caixa, um copo, um gole. Tem pessoas que bebem uma vez no ano, mas demostram comportamento inadequado. O alcoolismo não é um vício, é uma doença que precisa ser tratada rigorosamente”, destacou o coordenador do AA.

O especialista em saúde mental Eduardo Rocha comenta que que durante o processo de desintoxicação o paciente entra em contato com diversas alterações no âmbito físico e mental, como, por exemplo, fraqueza muscular, perda, aumento de apetite, alterações do sono e do humor.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) possui o Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) e destina-se ao atendimento de adultos, maiores de 18 anos, de ambos os sexos. O serviço funciona 24 horas.

Gerson Freitas
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir