Dia a dia

Associação dos Magistrados pede punição de PM que ameaçou juíza

O juiz Cássio André Borges dos Santos, presidente da Amazon, afirmou que a entidade prestará todo apoio à magistrada - foto:divulgação

O juiz Cássio André Borges dos Santos, presidente da Amazon, afirmou que a entidade prestará todo apoio à magistrada – foto:divulgação

A Associação  dos Magistrados  do Amazonas (Amazon) manifestou-se,  na tarde desta segunda-feira (9),  sobre a agressão  sofrida pela  juíza Margareth Rose Cruz Hoagen, da 4ª vara criminal, pela manhã de hoje.

De acordo com a Amazon, ao chamar atenção de um policial militar,  que fazia a escolta dos presos dentro da sala de audiência porque estava usando o celular na sala, o mesmo começou a gritar e a segui a juíza. Ele chegou  pegar uma arma e apontar em direção a Hoagen.

O juiz Cássio  André  Borges dos Santos,  presidente da Amazon,  afirmou que a entidade prestará todo apoio à  magistrada.

“É  um absurdo o que aconteceu dentro da sala de audiência.  Não podemos ou admitiremos que situações  como essa acontecam,  pois elas atigem a dignidade da profissão.  A juíza Margareth Rose Cruz Hoagen tem nossa solidariedade e apoio”,  enfatizou.

Ainda segundo Cássio  Borges,  a conduta do policial foi  criminosa.  “Exigimos investigação e punição do PM,  pois consideramos o ato um ataque ao Estado democrático de Direito”, finalizou.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir