Política

Às vésperas de decisão, país tem protestos pró e contra impeachment

Os movimentos à favor do impeachment, como Vem Pra Rua e Movimento Brasil Livre, farão protesto em todo o país - foto: Josemar Antunes

Os movimentos à favor do impeachment, como Vem Pra Rua e Movimento Brasil Livre, farão protesto em todo o país – foto: Josemar Antunes

Durante o segundo dia de sessão da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, manifestações foram organizados pelo Brasil.

Pela manhã, um grupo de cerca de 20 pessoas protestou a favor do impeachment em frente ao hotel Royal Tulip, em Brasília, onde Lula passou a última semana. Os manifestantes, dos movimentos Acorda Brasil e Nas Ruas, levaram para o local um “mortedelão” gigante que simbolizava ajudas de custo dadas por movimentos pró-governo para manifestantes que viajam até Brasília.

Na volta do ex-presidente ao hotel, um dos seguranças abriu a porta do carro e saiu para agredir o manifestante, voltando para o veículo logo em seguida.
Ainda em Brasília, no fim da tarde deste sábado (16), 1,5 mil manifestantes contrários ao impeachment permaneciam acampados em frente ao ginásio Nilson Nelson. No estacionamento do Parque da Cidade, os pró-impeachment somavam em torno de 500.

Em Salvador, o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) interditou parte da BR-324, principal via de acesso rodoviário a Salvador, na manhã deste sábado (16). Manifestantes contra o impeachment ocuparam duas das três faixas no sentido capital e causaram congestionamento entre os carros que vinham do interior.

No Rio de Janeiro, o ato contra impeachment, que ocorreu por volta das 17h, reuniu cerca de cem pessoas na praça da Cinelândia, no centro. A manifestação, organizada pela Frente Brasil Popular, foi anunciada como um bloco de carnaval. Sanduíches de mortadela foram vendidos a R$ 1,99.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, funkeiros como MC Sapão e Nego do Borel convocaram seus fãs para participar de um protesto contra o impeachment da presidente, domingo (17), na praia de Copacabana, zona sul do Rio. O protesto intitulado “O Funk contra o golpe” está marcado para às 9h de domingo, no posto 3 da praia de Copacabana.

Os movimentos à favor do impeachment, como Vem Pra Rua e Movimento Brasil Livre, farão protesto na praia de Copacabana a partir das 15h. Os grupos prometem instalar quatro telões na orla para acompanhamento da sessão em Brasília.

Em São Paulo, aproximadamente 2.000 pessoas participam na noite deste sábado (16) de um desfile contra o impeachment no centro de São Paulo. O desfile começou na praça do Patriarca e passou por outros pontos do centro, como largo do Paissandu, avenidas Ipiranga e São João. De metrô, os manifestantes foram para o largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), onde o ato deve continuar durante a noite.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir