Sem categoria

Artista plástico Óscar Ramos mostra novas peças em galeria, no Vieiralves

A nova galeria é eclética e possui obras diversas dos maiores representantes da pintura amazonense - foto: Ione Moreno

A nova galeria é eclética e possui obras diversas dos maiores representantes da pintura amazonense – foto: Ione Moreno

Responsável pela montagem, seleção e conceito das exposições de arte, o ofício de curador é comparado como um maestro ao reger uma orquestra. Com a vida dedicada às artes, o artista Óscar Ramos é responsável pela curadoria de inúmeras exposições na cidade. O mais recente trabalho dele pode ser conferido na inauguração da Galerie L´Amazonie, nesta quarta-feira, às 19h. O espaço fica na rua Rio Amapá, 1, esquina com a Rio Madeira, no Vieiralves, Zona Centro-Sul.

A nova galeria é eclética e possui obras diversas dos maiores representantes da pintura amazonense.

Para organizar linguagens tão distintas em um mesmo espaço, Ramos explicou que busca tatear certa continuidade nas produções, sem cair na monotonia. “O estilo não existe mais e o artista é livre até mesmo para criar um caos na visão artística do mundo de hoje. O que existe é uma mistura relacionada à consciência da época em que nasce.

Estilo é a maneira dele pintar. Encontro uma certa maneira de dar uma continuidade. Temos aqui obras de Rita Loureiro, que você percebe “um berro, gritos”, e Anísio Mello, que já traz “uma obra silenciada”. Não procuro unidade para mim, às vezes acontece, mas às vezes não. Sou tão livre na escolha quando seleciono, quanto os artistas são”, ressalta Oscar.

Na escolha das obras e artistas e acomodação dos quadros no espaço, ele busca criar um ambiente adequado para atrair os amantes das artes plásticas. “Preciso mostrar coisas de uma maneira, que uma pessoa que ame a arte, entre e não se sinta confusa. Que tenha espaço, que tenha branco suficiente para olhar e contemplar. Arte é contemplação”, diz Ramos.

Pensar na composição de um espaço de exposição de artes – principalmente numa galeria privada – é reunir a sensibilidade do artista, com a necessidade do público e a paixão do empresário. “A galeria é um organismo comercial. É um comércio muito específico porque o proprietário da galeria esta vendendo um trabalho de sensibilidade e de poética dos artistas, que ele representa. Como dono tem liberdade de escolher o elenco. Geralmente o dono de uma galeria é colecionador e tem amor”, afirma.

Para Oscar Ramos, é importante a construção de mais locais de exposição, que são verdadeiras vitrines para a criatividade do artista amazonense. “O que mais gosto da idéia da galeria comercial é que o artista tem liberdade de produzir coisas que os ajudem a viver. Quanto mais, melhor”.

Por Ive Rylo

2 Comments

2 Comments

  1. João Robero

    8 de novembro de 2016 at 07:11

    Bom dia, eu gostaria do e-mail ou contato do artísta plástico Óscar Ramos.
    Sou produtor artísto e tenho interesse me levar uma exposição para galeria em Manaus.
    desde já, agradeço.

    att,

    João Robero

  2. beatriz coyopay biase

    15 de junho de 2016 at 13:59

    eu gosto muito das pinturas dele sao lindas amei de mais ahahhhhhhhh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir