Sem categoria

Artista plástico apresenta exposição ‘Fome de Tudo’

 

Mais de 115 criações de Manausmacaco estão acessíveis para contemplação até sábado (28), na Galerie L’Amazonie. foto: Galerie L’Amazonie/ Divulgação

Mais de 115 criações de Manausmacaco estão acessíveis para contemplação até sábado (28), na Galerie L’Amazonie. foto: Galerie L’Amazonie/ Divulgação

O artista plástico amazonense Manausmacaco reúne em um só lugar 116 obras recentes de sua carreira, na exposição “Fome de Tudo”, que teve início no dia 13 de outubro e já está chegando ao fim no próximo sábado (28), na Galerie L’Amazonie, localizada na rua Rio Madeira 1, conjunto Vieiralves.  Os quadros mesclam uma viagem no tempo da civilização humana com técnicas modernas de composição artísticas que promovem um verdadeiro mergulho na arte. A exposição também apresenta obras do francês Dominique Humbert.

A maioria dos quadros foi produzida nos últimos três anos pelo artista, mas também conta com obras dos seus mais de 20 anos de carreira. Uma característica forte das obras é a utilização de técnicas em tecido, madeira, plástico, papel, cortiça, metal e vários objetos, tintas óleo, esmalte sintético, acrílica, tinta spray, pirografia, entre outros.

Esses elementos emolduram e compõem peças do artista, que diz fazer parte de conceitos variados, todos adquiridos com a prática do ofício e dos seus estudos mais profundos sobre o que vem a ser o ser humano. Materiais naturalmente descartados pela natureza também servem de matéria-prima para a sua arte.

Nas três salas da Galerie L´Amazonie, onde estão dispostas as 116 obras de Manausmacaco, o espectador pode fazer uma viagem no tempo. Na sala central, telas maiores e com técnica mista, o artista mostra todo arsenal de habilidades para o desenho. Das telas, algumas do início da sua carreira, apresentam questionamentos sobre a teoria do surgimento do homem até os dias atuais, a citar o quadro “Do the evolution”.

Nas outras duas salas a viagem continua por civilizações perdidas que registram o surgimento da humanidade e indagações sobre a criação do homem. Nesta área, o artista afirma que estão suas obras, mais concisas, que sintetizam outras plataformas de experimentos para compor sua arte.

“Aproveitei elementos da natureza que criam conceitos diferentes do que eu já praticava. Novas formas de contar a história da humanidade por meio do conhecimento que já adquiri com estudos profundos sobre temas apresentados em cada peça. Obras com contextos ufológico, científico, religioso, filosófico, e outros,” disse.

Na sala ao lado, Manausmacaco atiça o espectador e o conduz a uma reflexão sobre o tema violência em dias atuais, através de um vídeo, com o título ‘BANG!’ onde expressa a banalização e gratuidade do mal.

“É uma provocação e uma forma de estabelecer um diálogo sobre o que a sociedade assiste e consome diariamente em um contexto político-social e cultural no que nos é vendido como entretenimento e informação, através de cenas de filmes épicos com sagas de mortes e violência, e com isso, fomenta a reflexão em como aceitamos sem perceber, a violência em nossas vidas como uma forma natural e comum, sem nem ao menos, abrir a possibilidade de discussão,” afirmou o artista.

Ainda na segunda sala, o público vai perceber a grande influência adquirida pelo artista em elementos como música e literatura: entre clássicos, HQs, lendas, mitos e até ficção científica.

Quando perguntado sobre o legado que suas obras vão deixar, o artista considerou o fato de poder oportunizar o conhecimento, que segundo ele, é atemporal. Ecumênico por definição e posicionamento social, acredita ser uma das maneiras mais generosas em partilhar com o seu semelhante. O seu instrumento de doação é a própria Arte que carrega a sua assinatura: Manausmacaco. A inspiração do artista nasce da sua própria natureza inquieta e curiosa.

Segundo os donos da Galeria, a tendência desta parceria com os artistas locais, pode possibilitar intercâmbios futuros entre artistas de vários países. Tanto que hoje, o artista Manausmacaco, divide a sua exposição com a artista plástica Dominique Humbert (França). Informações sobre o artista e futuras exposições e agenda pode acessar o site www.manausmacaco.com.

 

Convite

Manausmacaco foi convidado a participar da abertura da Galerie L´Amazonie em uma mostra coletiva com 18 artistas locais e um nacional. Logo após, os proprietários da galeria propuseram essa exposição individual que acontece desde o dia 13 de outubro.

 

Inspiração

A inspiração de Manausmacaco nasce da sua própria natureza observadora e questionadora.

Além disso, ele aponta que suas viagens internacionais e a vasta biblioteca própria também surgem como elementos inspiradores para o artista amazonense.

Manausmacaco também afirma que está em constante assimilação cultural. Ele diz que assiste, em média, a sete filmes por dia e gosta de ouvir músicas provenientes de compositores do mundo inteiro.

 

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir