Eleições

Arthur vence em todas as zonas eleitorais; prefeito reeleito obteve maior votação nos bairros centrais

O prefeito foi reeleito com uma diferença de 123.968 mil votos em cima de seu adversário, Marcelo Ramos - foto: Mário Adolfo

O prefeito foi reeleito com uma diferença de 123.968 mil votos em cima de seu adversário, Marcelo Ramos – foto: Mário Adolfo

Reeleito para mais 4 anos na prefeitura de Manaus com 55,96% dos votos, Arthur Neto (PSDB) venceu também em todas as 13 zonas eleitorais da cidade, segundo dados do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas, a maior votação do prefeito foi nos bairros centrais da capital.

Na 1ª Zona Eleitoral, que compreende os bairros do Centro, Cachoeirinha, Praça 14 de Janeiro, Nossa Senhora das Graças e Raiz e na 2ª Zona Eleitoral, onde ficam os bairros do Parque Dez, Flores, Aleixo e Chapada, Arthur Neto atingiu a marca de 64% da preferência do eleitorado. Juntas, as duas zonas garantiram 89.472 votos em favor do tucano.

O prefeito foi reeleito com uma diferença de 123.968 mil votos em cima de seu adversário, Marcelo Ramos (PR). Ele contabilizou 55,96% (581.777 votos) da preferência contra 44,04% (457.809 votos) de Ramos.

A 37ª Zona Eleitoral (Japiim, São Francisco, Petrópolis), também rendeu a maioria dos votos para Arthur, contabilizando 59% das urnas apuradas, o equivalente a 42.251 votos. Fora do eixo central, a 40ª Zona Eleitoral, que compreende os bairros do Alvorada, Dom Pedro, Lírio do Vale, Santo Agostinho e Nova Esperança foi a que mais se aproximou da margem e deu 60% (55.071 votos) para reelegê-lo.

Nas outras nove zonas eleitorais, Arthur ficou acima da média dos 50% de aceitação. Na 32ª Zona Eleitoral (Compensa, São Jorge, Santo Antônio, São Raimundo, Vila da Prata e outros bairros), no primeiro turno registrou 37,71% (34.638 votos) e cresceu para 58,95% (57.180 votos) neste segundo turno.

A 58ª Zona Eleitoral (Cidade Nova, Novo Israel, Colônia Santo Antônio), cresceu de 34,28% (34.623 votos) no primeiro turno para 55,8% (56.466 votos) no segundo tuno. A 31ª Zona Eleitoral (Mauazinho, Educados, Morro da Liberdade, Crespo, São Lázaro e outros bairros) também apresentou crescimento significativo. No primeiro turno, o candidato à reeleição atingiu 34,25% (20.659 votos) e no domingo, chegou a marca de 54,23% (32.957 votos).

A 70ª Zona Eleitoral (Novo Aleixo, Cidade de Deus) avançou de 34,21% (26.827 votos) no primeiro turno, para 53,96% (42.427 votos) no segundo turno. Na 59ª Zona Eleitoral (Coroado, Zumbi dos Palmares, Armando Mendes, Colônia Antônio Aleixo), Arthur Neto teve 30,78% (23.922 votos), de aceitação no primeiro turno e no último domingo chegou a porcentagem de 52,6% (41.107 votos). Já, a 62ª Zona Eleitoral (Redenção, Santa Etelvina, Tarumã, Paz e Lago Azul), a preferência de votos cresceu de 33,26% (31.063 votos), no primeiro turno, para 52,34% (48.882) no segundo turno.

Votação apertada

A disputa com Ramos foi mais apertada em três zonas eleitorais, onde Arthur venceu por pouco mais de 50% dos votos. Na 63ª Zona Eleitoral (São José, Tancredo Neves, Gilberto Mestrinho), que no primeiro turno deu 31,13% (29.699 votos) de preferência para Arthur, no segundo turno ele teve 51,66% (49.586 votos); a 65ª Zona Eleitoral (Nova Cidade, Colônia Terra Nova e Monte das Oliveiras), saltou de 30,11% (21.698 votos) no primeiro turno para 50,61% (36.667 votos) e na 68ª Zona Eleitoral (Jorge Teixeira, Puraquequara e Zona Rural) chegou a marcar 33,96% (21.697 votos) no primeiro turno e 50,68% (32.711 votos) no segundo.

Fabiane Morais
Jornal EM TEMPO

1 Comment

1 Comment

  1. vicente limongi netto

    2 de novembro de 2016 at 19:46

    Otários, chupem cana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir