Política

Arthur Neto prepara reforma administrativa

 

Prefeito se reuniu com secretários na tarde da última quinta-feira para acertar uma agenda de trabalhos para os próximos dias – Tiago Correa/CMM

Afastado há quase 40 dias para um tratamento de câncer de próstata, o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), retorna na próxima segunda-feira às atividades no Executivo e já planeja a primeira reforma administrativa desta nova gestão com o intuito de enxugar os custos da máquina pública. As informações foram confirmadas pelo vice-prefeito Marcos Rotta (PMDB).

E o anúncio dessas mudanças poderá ser feito por Arthur já na segunda, durante o evento “Operação SOS Enchente” – sua primeira atividade externa após a licença – em que pretende identificar as famílias afetadas pelas cheias dos rios. O evento será pela manhã, no bairro Educandos, Zona
Sul da cidade.

Anteontem, segundo informou Rotta, Arthur se reuniu com todo o secretariado para começar a traçar essas mudanças na Prefeitura de Manaus e formatar uma agenda de trabalho para o seu retorno e
os próximos dias.

Prefeito interino nestes 38 dias de licença de Arthur, Rotta adiantou que vinha conversando com o gestor neste período em durante os diálogos se levantou a possibilidade de fazer uma nova reforma administrativa para tentar enfrentar a crise econômica que ainda afeta a administração pública. Entre as mudanças, se estuda a possibilidade de se fundir secretarias, extinguir pastas e rever o quadro de pessoal.

Rotta afirmou que neste período em que ficou no comando da administração – da forma que foi assumido por conta da doença do prefeito – não foi nada agradável. Mas, afirmou que recebeu a responsabilidade e respondeu da forma que suprisse a necessidade da população.

“Tocar os trabalhos não foram tão difíceis devido minha aproximação com os secretários municipais e pelo fato de eu poder contar sempre com a retaguarda do prefeito Arthur, apontando os caminhos dos trabalhos e termos uma continuidade da gestão”, disse Rotta.

Nesse tempo, entre as decisões assinadas pelo peemedebista e publicadas no Diário Oficial do Município (DOM), já seguindo a linha para enxugar a máquina administrativa, estão o decreto nº 3.676, de 10 de abril de 2017, que dispõe sobre a suspensão da criação de novas comissões e grupos de trabalhos remunerados no âmbito do Poder Executivo e o decreto nº 3.677, publicado no mesmo dia, que dispõe sobre a padronização e redução de frota de veículos leves locados e utilização das frotas do
Executivo municipal.

Rotta ressalta ainda que pôde se reunir com taxistas, mototaxistas e feirantes para discutir melhorias – Divulgação

Num balanço de mais de 30 dias, Rotta ressalta ainda que pôde se reunir com taxistas, mototaxistas e feirantes para discutir melhorias para as respectivas classes; acompanhou tapa-buracos; e se reuniu com representantes da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) para discutir a revitalização das ruas do Distrito Industrial, Zona Sul da cidade.

Fundo Social

O prefeito Arthur Neto também vai sancionar na próxima semana o projeto de lei do Executivo municipal que cria o Fundo Social de Solidariedade (FSS), aprovado em regime de urgência pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), no último dia 10. O fundo será gerenciado pela primeira-dama, Elizabeth Valeiko e o objetivo é atuar na assistência social, buscando financiamento de programas e ações para a solução de problemas de relevante alcance social, permanentes, crônicos ou de natureza temporária e cíclica na área urbana e rural do
município de Manaus.

De acordo com Elisabeth Valeiko, o fundo atuará em conjunto com os demais órgãos da administração pública municipal, atuando de forma a complementar às competências já executadas por cada uma das pastas da estrutura da Prefeitura de Manaus.

Henderson Martins

EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top