Sem categoria

Arthur evita falar sobre reeleição, mas nos bastidores está à procura de um candidato a vice para sua chapa

No cenário político local, vários nomes são ventilados e sondados para compor com o prefeito - foto: arquivo/EM TEMPO

No cenário político local, vários nomes são ventilados e sondados para compor com o prefeito – foto: arquivo/EM TEMPO

A seis meses do registro das candidaturas majoritárias e início da campanha eleitoral, o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), tem evitado falar sobre reeleição e também sobre nomes que poderão compor sua chapa como pré-candidato a vice.

“Não falo sobre o assunto agora. O momento é inoportuno para tratar de reeleição. Só vou tratar do tema no último momento, isso se for candidato à reeleição. Agora penso em enfrentar essa crise e governar Manaus”, afirmou o prefeito.

No cenário político local, vários nomes são ventilados e sondados para compor com o prefeito, a exemplo do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado Josué Neto (PSD). Procurado pela reportagem, o parlamentar ressaltou que, para que essa aliança seja concretizada, vários fatores devem ser tratados por seu partido, o PSD, e pelo grupo político do qual faz parte, liderados pelo senador Omar Aziz e pelo governador José Melo (Pros).

“As especulações existem e fazem parte do conhecimento de grande parte da população manauense, mas qualquer oficialidade e candidatura se dará nas convenções. Isso, lá por volta do mês de agosto”, disse o presidente da Aleam.

Procurado, o PSD se posicionou, por meio do secretário-geral Paulo Radin, informando que em relação a eleições municipais, a sigla não está se pronunciando e que deverão tratar sobre o pleito a partir do mês de abril. Quanto ao ‘cortejo’ do prefeito Arthur Neto ao deputado Josué Neto, Radin preferiu não opinar.

Outro nome que tem sido ventilado para a chapa oficial é o do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS). Cauteloso no discurso, o parlamentar disse que é “realista” e que vai esperar a conjuntura político-eleitoral. “A única certeza é que o PHS vai marchar na conjuntura do prefeito Arthur Neto”, reforçou. “Quem não tem interesse de ser vice-prefeito? Só no fato de ser lembrado já é gratificante”, acrescentou.

Rotta, não
Um dos expoentes do PMDB e cotado para ser o pré-candidato a prefeito, o deputado federal Marcos Rotta negou a informação de que iria trocar sua legenda pelo PSD e, dessa forma ser viabilizado como candidato a vice na chapa de Arthur Neto. Desde o início do ano cresce a especulação de que o senador Omar Aziz teria convidado Rotta para que se filiasse ao PSD.

Conforme Rotta, apesar do senador ser seu amigo e compadre, os encontros deles não tiveram relação com o pleito municipal. “Vamos tratar de eleição no momento de eleição”, disse o deputado federal.

Ele afirmou que seu grupo político, liderado pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, ainda não sentou para discutir sobre a sucessão municipal. Mas, na última sexta-feira, durante visita do vice-presidente da República em Manaus, Michel Temer, um dos pontos tratados foi o desejo de o PMDB lançar candidaturas majoritárias em todos os municípios, inclusive na capital amazonense.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir