Eleições 2016

Arthur defende coerência na aliança com Braga e diz que foi traído por José Melo

O atual prefeito da capital e candidato à reeleição pela coligação ‘Por uma só Manaus’, Arthur Neto (PSDB), defendeu na manhã desta quarta-feira (17), em entrevista a uma rádio local, a aliança que fez com o senador Eduardo Braga (PMDB) para disputar as eleições deste ano, após, segundo ele, ter sido traído pelo governador José Melo (Pros). Arthur acredita que a coligação é a mais forte e preparada para o avanço da cidade.

Durante a entrevista, além do nome de Braga, Arthur também citou o nome da titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Rebecca Garcia (PP), e assegurou que estão prontos para realizarem um “governo bom”, inclusive com o apoio do presidente interino, Michel Temer. O prefeito declarou, ainda, que a aliança partiu dele.

“Toda essa união se deu conforme a minha clareza, a minha convicção. Além do Braga e da Rebecca temos mais 10 partidos brilhantes e corajosos. Estou de peito aberto para me expor porque sei que agi com espírito público o tempo inteiro. Estamos prontos para, junto com Temer, fazer um governo bom, porque ele está disposto a ajudar Manaus. Crise, a gente não se enfrenta com chororô, mas com coragem e com liderança experiente”, disse o candidato à reeleição, confirmando a participação direta do senador durante a campanha eleitoral.

“Quem melhor que ele para criticar o que o Melo está fazendo? Pelo que vejo nas ruas, ele foi um bom gestor. Temos um grupo de lideranças expressivas que podem diferenciar nas eleições”, disse Arthur, fazendo alusão ao racha que teve com Melo, após, segundo ele, ter sido traído pelo governador e seus aliados.

Para Arthur, o candidato que tem o apoio do governo, vem para a disputa apenas com o intuito de defender o legado de Melo. “Tive a certeza de que estava sendo traído quando eu pensava que o candidato deles era o vice-governador Henrique Oliveira. Mas não, usaram de artimanha e apoiaram outra pessoa. Foi quando resolvi dar essa grande volta por cima”, explicou, acusando o governador de ser “uma pessoa amena, agradável, mas que não cumpre o prometido e não sabe governar”.

Nova gestão com Rotta

Defendendo a ideia de que a aliança estabelecida pela coligação que encabeça éa mais preparada, Arthur diz que o segundo governo irá apresentar uma “sequência tática e estratégica para Manaus avançar”.

Na entrevista, Arthur falou ainda em cumprir “compromissos simbólicos” consigo mesmo e que irá colocar para a população “sonhos possíveis de serem realizados”.

Sobre o candidato à vice, o atual prefeito o caracteriza como uma “figura prestativa, correta, que sabe se portar com muita discrição e ousadia na hora de ir à luta” e que tem correspondido às demandas da campanha à reeleição do PSDB na prefeitura.

“Manaus está acima de reeleição, de tudo. Mas tenho trabalhado duro tanto na campanha, quanto na gestão municipal”, garantiu Arthur.

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir