Dia a dia

Artefatos arqueológicos descobertos na Zona Leste são expostos

Material foi descoberto por meio do projeto Zona Leste - cultura e arqueologia, desenvolvido pela Ufam e que conta com a parceria da comunidade - foto: Márcio Melo

Material foi descoberto por meio do projeto Zona Leste – cultura e arqueologia, desenvolvido pela Ufam e que conta com a parceria da comunidade – foto: Márcio Melo

Nesta quinta-feira (9), a partir das 19 h, o Museu Amazônico, localizado na rua Ramos Ferreira, Centro, abrirá as suas portas para a exposição “Artefatos Arqueológicos: conhecendo o passado, projeto Zona Leste”. As peças a serem expostas foram descobertas em sítios arqueológicos localizados na Zona Leste, por meio do projeto – cultura e arqueologia, desenvolvido pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio do programa de valorização do patrimônio cultural e de preservação arqueológica na Zona Leste de Manaus.

As pesquisas arqueológicas realizadas na região sugerem que a referida área e seu entorno foi densamente ocupada com uma história indígena que remonta milhares de anos.

Um dos exemplos é a região do encontro das águas, na área conhecida como Ponta das Lajes, onde um sítio arqueológico foi identificado. Um complexo monumento que abrange solos atrópicos – também conhecidos como Terra Preta do Índio – com milhares de cerâmicas que evidenciam uma densa ocupação humana, no alto de um terraço sobre o extenso lajeiro que invade o rio por mais de 500 metros. A comunicação escrita nessas pedras (os petroglifos ou gravuras rupestres) pode ser vista até hoje, nas épocas de grandes secas, como ocorreram em 2005 e 2010.

O projeto Zona Leste – cultura e arqueologia tem como objetivo realizar um programa de educação patrimonial envolvendo as comunidades localizadas na área de abrangência de sítios arqueológicos na região, que compreende os bairros Puraquequara, Colônia Antônio Aleixo, Mauazinho, Distrito Industrial II, Armando Mendes, Zumbi, São José e Jorge Teixeira.

No primeiro semestre deste ano, em parceria com as secretarias municipal e estadual de Educação (Semed) e Seduc, respectivamente, a projeto avançou para as demais zonas geográficas de Manaus, por meio da mostra de artefatos arqueológicos.

A exposição também pretende divulgar a importância da valorização e cuidados com o patrimônio cultural, ambiental e arqueológico das populações antigas de Manaus, especificamente da Zona Leste, revelando o legado do homem amazônico, que utilizava o ambiente e seus recursos de forma sustentável. Estarão disponíveis na exposição peças inteiras e fragmentos cerâmicos, além de artefatos líticos.

Em outubro de 2015, duas urnas funerárias indígenas de cerâmica, que datam do século 4 ao século 9 da era cristã, foram encontradas no bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste.

 

Da redação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir