Esportes

Arena da Amazônia Vivaldo Lima completa dois anos na próxima quarta

A Arena da Amazônia foi o palco por onde passaram esses e muitos outros craques -foto: divulgação

A Arena da Amazônia foi o palco por onde passaram esses e muitos outros craques -foto: divulgação

Na próxima quarta-feira (9), a Arena da Amazônia Vivaldo Lima completa seu segundo ano de vida e nem em seus melhores sonhos, o amazonense poderia imaginar que um dia teria a possibilidade de ver de perto grandes estrelas do futebol mundial desfilando suas habilidades e classe em gramados locais. Feras como Cristiano Ronaldo, eleito pela Fifa como o melhor do mundo em três oportunidades, Steven Gerrard, ídolo e principal jogador do Liverpool por mais de 10 anos, e Gianluigi Buffon, considerado um dos melhores goleiros de todos os tempos, passaram por Manaus em 2014.

Construída para receber quatro jogos da Copa do Mundo, a Arena da Amazônia foi o palco por onde passaram esses e muitos outros craques. Acostumados com os estádios europeus, eles não tiveram do que reclamar no novo santuário do futebol amazonense, que não deixa a desejar a nenhum complexo esportivo do mundo, seja no quesito beleza ou instalações.

Mais do que um estádio apto a receber apenas partidas de futebol, o novo complexo esportivo baré tornou-se um espaço multiuso, capaz de acomodar grandes shows, eventos, feiras e visitações. Com algumas adaptações, jogos de beach soccer, futsal, vôlei e até mesmo basquete podem ser disputados no local. Porém, são matrizes ainda não exploradas por quem o administra.

Localizada no coração de Manaus, no mesmo espaço ocupado pelo antigo Vivaldão, o estádio chama a atenção pela imponência e arquitetura, que, inspirada na Floresta Amazônica, tem sua fachada e cobertura compostas por uma única estrutura metálica com design semelhante ao um grande cesto de palha indígena.

Com suas obras iniciadas em junho de 2010, o estádio, com capacidade para receber 44,3 mil torcedores, ficou pronto poucos meses antes da Copa do Mundo. Inaugurada em 9 de março de 2014, dois “reis da selva” tiveram a honra de debutar no gramado da Arena da Amazônia: Nacional x Remo. Em duelo válido pela segunda fase da Copa Verde, o jogo acabou empatado por 2 a 2 e o time amazonense se despediu da competição regional.

Por André Tobias

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir