Esportes

Árbitro acusado de apostar em jogos de tênis é suspenso por 10 anos

. As sanções aplicas aos árbitros só passaram a ser públicas no fim de 2015 - foto: reprodução

. As sanções aplicas aos árbitros só passaram a ser públicas no fim de 2015 – foto: reprodução

Um árbitro de tênis croata que trabalhou no último Aberto dos EUA, em setembro de 2015, foi suspenso por dez anos, segundo comunicado da Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) divulgado nesta terça-feira (19).

Denis Pitner foi suspenso inicialmente por 12 meses, em agosto do ano passado, acusado de repassar informações sobre as condições físicas de um jogador e acessar uma conta usada para apostas na internet.

Ainda assim, ele trabalhou no Grand Slam norte-americano como juiz de linha e também atuou no torneio de Doha, em janeiro de 2016. A ITF afirma que o croata não notificou as federações responsáveis pelos torneios sobre a sua suspensão, o que gerou a punição por uma década. As sanções aplicas aos árbitros só passaram a ser públicas no fim de 2015.

De acordo com a ITF, Pitner foi suspenso de todas as competições organizadas pela entidade, pela ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) e pela WTA (Associação de Tênis Feminino) até abril de 2026, por desrespeitar o código de conduta da arbitragem.

Pitner, segundo o comunicado, também tentou se credenciar para participar da próxima edição do torneio de Wimbledon, o mais tradicional do tênis, que será realizado em junho.

A informação de que o croata continuava em ação apesar de estar suspenso foi publicada inicialmente pelo jornal britânico “The Guardian” em fevereiro.

Manipulação

Em janeiro, antes do Aberto da Austrália, partidas de tênis foram colocadas sob suspeitas de manipulação de resultados após denúncias feitas pela BBC e pelo BuzzFeed.

A emissora britânica e o site de notícias revelaram que possuem documentos secretos que contêm evidências de partidas combinadas entre jogadores da elite do tênis mundial nos últimos anos. A lista não foi divulgada.

As investigações começaram após um jogo entre o russo Nikolay Davydenko, então o número 4 do mundo, e o argentino Martin Vassallo Arguello, disputada em agosto de 2007. O jogo atraiu milhões de libras em apostas suspeitas, a maioria delas provenientes de Moscou.

Como consequência, autoridades do tênis mundial anunciaram a abertura de uma investigação independente sobre casos suspeitos de manipulação de resultados no esporte e uma revisão nas suas práticas anti-corrupção.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir