Cultura

‘Aquarius’, com Sonia Braga, é indicado à Palma de Ouro em Cannes

As gravações, em bairros como Boa Viagem e Casa Forte, no Recife, começaram em agosto do ano passado - foto: divulgação

As gravações, em bairros como Boa Viagem e Casa Forte, no Recife, começaram em agosto do ano passado – foto: divulgação

‘Aquarius’, filme do diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho, disputará a Palma de Ouro na 69ª edição do Festival de Cannes. O evento, que acontece nos dias 11 e 12 de maio, é um das principais do mundo cinematográfico.

A indicação marca o retorno do Brasil à mostra competitiva após quatro anos de ausência -o último concorrente do país foi “On the Road” (2012), uma coprodução com a França e Canadá, dirigida por Walter Salles. Antes, em 2008, participaram “Linha de Passe”, também de Salles, e “Ensaio sobre a Cegueira”, de Fernando Meirelles.

Com Sonia Braga no papel principal, o longa é sobre Clara, uma escritora e crítica de música aposentada. Viúva e com três filhos já adultos, ela tem o estranho dom de viajar no tempo.

Considerado um dos nomes mais importantes do cinema brasileiro atual, Mendonça Filho despertou a atenção da crítica em 2012 com o premiado “O Som ao Redor”, seu primeiro longa de ficção, no qual mostrou a herança de uma sociedade patriarcal no cotidiano de personagens de classe média da zona sul do Recife.

O filme foi escolhido para representar o Brasil no Oscar em 2014, mas não entrou para a lista de indicados a melhor filme estrangeiro.

Em “Aquarius”, o diretor e roteirista faz um mergulho mais intimista no mundo de sua protagonista. “Um filme sobre uma pessoa e o mundo dela”, disse à Folha de S.Paulo no ano passado. “É mais o estudo de um personagem do que um panorama social.”

As gravações, em bairros como Boa Viagem e Casa Forte, no Recife, começaram em agosto do ano passado. Ainda não há previsão de estreia do filme.

Outra produção brasileira também está indicada em Cannes neste ano: “A moça Que Dançou Com O Diabo”, de João Paulo Miranda Maria, disputa a premiação de curtas-metragens.

Com 14 minutos de duração, o filme conta a história de uma garota de família religiosa, que sai para dançar na sexta-feira da Paixão e encontra o diabo travestido de bom moço.

Almodóvar e polêmica

O anúncio dos 20 filmes da mostra competitiva de Cannes foi feito nesta quinta-feira (14), pelo diretor artístico do festival, Thierry Frémaux.

“Aquarius”, único latino-americano na disputa, terá que concorrer com produções de grandes nomes do cinema mundial, incluindo Pedro Almodóvar, Xavier Dolan, Jim Jarmusch, Ken Loach e os irmãos Dardenne.

O diretor espanhol de “Fale com Ela” apresentará seu novo drama, “Julieta”, mais um sobre o universo feminino.

A história polêmica do ano é de “Elle”, do holandês Paul Verhoeven (“Instinto Selvagem”). No filme, a atriz Isabelle Huppert vive uma mulher obcecada pelo homem que a estuprou.

Quatro diretores que já levaram a Palma de Ouro estão na disputa: o britânico Ken Loach, vencedor em 2006 por “Ventos de Liberdade”, concorre com “I, Daniel Blake”, o romeno Cristian Mungiu, de “4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias” (2007), volta com “Sieranevada” e os irmãos Dardenne, duas vezes campeões com “Rosetta” (1999) e “A Criança” (2005), exibem “La fille inconnue”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir