Dia a dia

Aprovados no remanejamento do Bolsa Universidade têm dois dias para apresentar documentos

Os estudantes aprovados no remanejamento do Programa Bolsa Universidade (PBU), da Prefeitura de Manaus, terão dois dias para fazer a entrega de documentos comprobatórios de renda e assim garantir bolsas de estudo para o segundo semestre. Os documentos deverão ser entregues na sede da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), no Parque das Laranjeiras, nesta quinta e sexta-feira, dias 16 e 17 de julho. O atendimento para esta etapa funcionará de 8h às 16h.

A coordenadora do Bolsa Universidade, Andreia Brasil, explica que a documentação exigida para o processo de remanejamento é a mesma que consta no Edital 2015/1. “Os estudantes habilitados nesta etapa precisam comprovar que se enquadram nas características socioeconômicas exigidas pelo edital, como ter renda por pessoa da família de até um salário mínimo e meio”, explica.

Entre os documentos, constam os de identificação do próprio candidato (RG e CPF) e de todos os moradores da residência informados no ato da inscrição. Além disso, de acordo com ela, também é necessário apresentar comprovantes de renda de todas as pessoas que constam na declaração de renda familiar. “Para efeitos de renda, a prefeitura contabiliza quaisquer fontes, tais como salários, pensões, benefícios previdenciários, entre outros”, ressalta Andreia Brasil.

O processo de remanejamento possibilitou que estudantes aprovados no início do ano, mas que não conseguiram bolsas por falta de vagas nas Instituições de Ensino Superior (IES) tivessem uma segunda oportunidade ainda este ano. Os interessados tiveram até o último domingo, 17, para acessar o Portal do Candidato e redefinir opções de instituições, cursos e horários. No total, mais de 26 mil estudantes estavam aptos a participar.

Próxima oportunidade só no fim do ano

A diretora-geral da Espi, Luiza Bessa Rebelo, lembra que, no fim deste ano, a Prefeitura deve anunciar o Edital 2016/1 do PBU. O novo edital, como acontece todo ano, volta a oferecer bolsas parciais e integrais a estudantes de baixa renda de Manaus. “Já estamos trabalhando no edital do Bolsa Universidade para 2016. Quem ainda não teve a oportunidade de conseguir sua bolsa, deve ficar atento aos prazos que serão anunciados em breve”, destaca.

Este ano, a Prefeitura de Manaus recebeu mais de 50 mil inscritos para o Programa Bolsa Universidade, contra quase 40 mil estudantes inscritos no ano anterior. Os aprovados foram contemplados com bolsas de até 100% (integrais), mas o programa também oferece bolsas de estudo parciais, de 75% e 50%.

“O PBU é uma excelente ferramenta de inclusão socioeducacional promovida pelo Município. A prefeitura tem feito esforço para isso, para promover essa inclusão, e o retorno tem sido significativo. Muitos estudantes, além de cursarem o tão sonhado ensino superior, ainda prestam contrapartida à cidade em muitas atividades e auxiliam o trabalho da gestão pública”, afirma a diretora-geral da Espi, Luiza Bessa.

A Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), fica situada à avenida Professor Nilton Lins, 3259, Bloco D, Parque das Laranjeiras – zona Centro-Sul de Manaus.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir