Sem categoria

Após três semanas, fornecimento de água começa a ser normalizado nas Zonas Leste e Norte de Manaus

O abastecimento deve ser normalizado a partir desta segunda-feira (13) - foto: Márcio Melo

O abastecimento deve ser normalizado a partir desta segunda-feira (13) – foto: Márcio Melo

Após três semanas sem o fornecimento de água, moradores das Zonas Leste e Norte da cidade devem começar a ter o abastecimento normalizado a partir desta segunda-feira (13). Isso porque o problema na bomba de captação do Programa Águas para Manaus (Proama) já foi resolvido.

A Manaus Ambiental comunicou em nota que o trabalho foi concluído com sucesso neste domingo (12). “O sistema de distribuição de água voltou a sua operação padrão, iniciando a operação de normalização do abastecimento”.

A nota destaca ainda “que até a normalização total do abastecimento, continuará atendendo os macros setores através de caminhões pipa e manobras operacionais com o aumento da capacidade de abastecimento da Ponta do Ismael, localizado na Compensa, transferindo 400 litros por segundo para os macros setores São José e Núcleo 23”.

Durante esse período, 34 bairros haviam sido afetados por este problema e aos poucos já estarão com liquido jorrando nas torneiras das suas casas.

Lúcio de Almeida Meirelles é morador do bairro Zumbi, Zona Leste, há mais de 10 anos. Ele contou a reportagem do EM TEMPO que nunca tinha passado por uma situação dessas.

“Aos poucos, água está voltando às nossas torneiras. Até o momento não tivemos nenhum problema quanto ao rodízio dos caminhões pipas, ainda bem que eles apresentaram essa solução para nós. Apesar de não ter aquela potencia nas torneiras, deu para segurar as ‘pontas’”, relatou.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), afirmou na última quinta-feira (9) que é de responsabilidade da concessionária solucionar o problema. Arthur também anunciou que não serão cobradas da população atingida pela falta de fornecimento, as contas de água referentes ao período suspenso.

“A Manaus Ambiental precisa resolver o problema até hoje (sábado). Caso contrário, vai pagar uma multa pesada. Quem tem que se responsabilizar é a concessionária do serviço e esse tempo em que a população ficou sem água não vai ser cobrado”, afirmou o prefeito que cumpre agenda oficial na capital federal, disse.

 

Por Lindivan Vilaça

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir