Sem categoria

Após tentar apartar briga, amigos são mortos a terçadadas e tijoladas, na Redenção

O crime ocorreu na rua Nova, bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus – foto: Ione Moreno

O crime ocorreu na rua Nova, bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus – foto: Ione Moreno

O industriário Antônio Augusto Reis da Silva, o ‘Mãozinha’, 25, e o amigo Nilton Cesar Freitas Galvão, 35, foram assassinados por volta de 1h da madrugada deste sábado (30), a terçadadas e tijoladas, após tentarem apartar uma briga. O crime ocorreu na rua Nova, bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus.

Nilton ainda chegou a ser levado para Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, mas morreu minutos depois de dar entrada na unidade.

Os suspeitos do duplo homicídio são sete homens, sendo quatro deles identificados como ‘Ivo’, ‘Dieguinho’, ‘Thiago’, e ‘Pavão’, membros de uma mesma família.

A polícia informou que os suspeitos tinham uma rixa oriunda do tráfico de drogas com um homem identificado como ‘Gil’, irmão de Nilton, que tentou impedir que o irmão fosse morto.

Segundo um morador da área, que não quis ter o nome revelado, ‘Mãozinha’ e Nilton estavam sentando em frente a um bar conversando, quando viram três homens armados com terçados entrando no beco e procurando por ‘Gil’.

Logo em seguida, as vítimas ouviram gritos e correram para tentar ajudar o irmão de Nilton. Nesse momento, ‘Dieguinho’ e ‘Ivo’, que estavam sentados em frente de casa consumindo entorpecentes, levantaram, se armaram com terçados e começaram a desferir vários golpes na cabeça e no corpo das vítimas.

“Do nada eles começaram a desferir as terçadadas nos meninos, e depois ‘Thiago’ ‘Pavão’, mais três homens, saíram da casa e começaram a jogar tijolos neles e também tentaram acertar o irmão de Nilton, mas ele conseguiu fugir correndo”, relatou.

A testemunha disse que os criminosos queriam matar ‘Gil’, mas disse não saber o motivo. “Os dois acabaram morrendo de graça, porque os caras não queriam matá-los, mas como eles se meteram no meio da confusão, acabaram sendo vítimas”, comentou.

O irmão de ‘Mãozinha’, um motorista de 27 anos que não quis se identificar, afirmou que não sabe a motivação do crime, mas disse que o irmão tentou apartar uma briga, por isso acabou sendo morto. “Ele morava sozinho e nós ficamos sabendo do que aconteceu logo depois. Não somos daqui, o corpo dele vai ser sepultado no Maranhão”, disse.

A Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) trabalha com a hipótese de morte motivada por rixa oriunda do tráfico de drogas.

Por Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir