Economia

Após protesto, empresa fecha acordo com trabalhadores para pagamento de 13º

Após conversas com o empresário foi tudo resolvido - foto: Josemar Antunes

Após conversas com o empresário foi tudo resolvido – foto: Josemar Antunes

Um grupo de trabalhadores terceirizados da construção civil realizou na manhã desta terça-feira (15) um protesto para cobrar o pagamento do décimo terceiro salário, que estava atrasado e corria o risco de não ser pago. O ato aconteceu em frente a uma das obras da Construtora Engeco, localizada na rua Terezina, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus, mas após conversa a empresa se comprometeu a pagar o débito com a categoria.

A manifestação foi promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil do Amazonas (Sintracomec-AM), segundo o qual muitas empresas de construção civil se recusam pagar os direitos trabalhistas.

Cícero Custódio, presidente do Sintracomec-AM, argumentou que as obras da construção civil absorvem 40 mil operários terceirizados no Estado, que podem ser prejudicados. Segundo ele, 40% ainda não receberam o 13º salário ainda.

“Algumas empresas terceirizadas contratadas pelas grandes construtoras se negam a pagar o 13º salário desses operários. Mas no caso específico da Engeco, após conversas com o empresário foi tudo resolvido. A empresa se responsabilizou em pagar até o próximo dia 20 deste mês”, explicou.

Ainda conforme o presidente da Sintracomec-AM, mais de 90 empresas que estão realizando obras da Ponta Negra manifestaram não poder pagar o 13º salário aos trabalhadores. Por conta disso, o sindicato promove na manhã desta quarta-feira (16), mais um ato de protesto, onde pretende reunir pelo menos quatro mil operários da construção civil do Amazonas.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir