Dia a dia

Após exercer a democracia, 10 mil manauaras passam na Ponta Negra neste domingo

A praia esteve lotada desde cedo. A polícia não registrou ocorrências graves - foto Diego Janatã

A praia esteve lotada desde cedo. A polícia não registrou ocorrências graves – foto Diego Janatã

Aproximadamente 10 mil amazonenses, segundo a Polícia Militar, aproveitaram o domingo de sol para ir à praia da Ponta Negra, na Zona Oeste, depois de exercer o direito do voto neste primeiro turno das eleições municipais em Manaus. Conforme o capitão Albuquerque, da 19º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a praia esteve lotada durante todo o dia deste domingo (2), mesmo assim não houve registros de ocorrência grave.

“A praia esteve lotada desde cedo, mas não registramos nada de grave. O público presente respeitou a portaria da Lei Seca”, comentou.

O funcionário público Afonso Magalhães, 42, aproveitou para levar os filhos à praia. Ele comentou que decidiu votar bem cedo para poder aproveitar o restante do dia.

“Já exerci meu direito de cidadão e agora vim curtir o domingo com a família na Ponta Negra”, disse.

A secretaria Paula Cardoso, 29, também aproveitou para ir à praia depois de votar. Ela e o marido, Claudio Lopes,30, aproveitaram para almoçar na Ponta Negra e tomar um banho de rio.

“Votamos e viemos direto para a praia. Agora é só relaxar e curtir esse sol que está muito bom”, afirmou.

Aproveitando a gratuidade do transporte público a vendedora Elza da Silva, 21, foi para a praia com os amigos. Ela contou que decidiu votar um pouco mais cedo para aproveitar o domingo de sol.

“Eu acordei bem cedo e fui logo votar. Como hoje o transporte é gratuito, decidi passear com os amigos”, comentou.

Além da praia da Ponta Negra, a ponte do Rio Negro, foi bastante procurada pela população que decidiu se refrescar em um local diferente. Foi o caso da estudante, Simone da Silva, 20, que foi passear com os amigos.

“A gente imaginou que a praia da Ponta Negra fosse ficar lotada, então viemos aqui para a cabeceira da Ponte Rio Negro, onde imaginávamos que seria mais tranquilo”, comentou.

A ponte rio Negro foi outra opção do manauara para aproveitar o domingo - foto: Diego Janatã

A ponte rio Negro foi outra opção do manauara para aproveitar o domingo – foto: Diego Janatã

Quem também decidiu ir com a família para a ponte rio Negro, foi o autônomo Alisson Rodrigues, 32. Ele contou que decidiu votar bem cedo, para aproveitar o resto do dia e passear com a esposa e os filhos.

“Eu e minha esposa votamos bem cedo e viemos aqui para a cabeceira da ponte rio Negro tomar um banho, já que o dia estava de muito sol”, disse.

Fiscalização

Durante todo o dia, a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam), realizou abordagem de segurança na rodoviária Huascar Angelim, nas rodovias BR 174, AM-010 e ponte rio Negro. Segundo o diretor-presidente do órgão, Fabio Alho, de sexta-feira (30) até sábado (1), cerca 12 mil deixaram a capital.

“A saída de eleitores da cidade foi bem intensa. A fiscalização da Arsam passou a ser intensificada ainda na sexta-feira e continua até o fim do dia de domingo”, disse.

Conforme Fabio Alho, os municípios que recebem maior fluxo de passageiros foram Manacapuru, Itacoatiara, Itapiranga e Presidente Figueiredo. Nesses municípios a Arsam realizou operações volantes, com o objetivo de verificar a lotação de passageiros.

“Durante as fiscalizações, são observados itens de segurança e o cumprimento do direito à gratuidade aos idosos, menores, pessoas portadoras de deficiência ou aposentadas por invalidez. Até o final do dia de hoje essas obrigatoriedades estavam sendo cumpridas”, finalizou.

Por Michelle Freitas do jornal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir