Esportes

Após derrota, Luxemburgo é demitido de clube da segunda divisão chinesa

O período de Vanderlei Luxemburgo no futebol chinês terminou neste domingo (5), já noite na China. O treinador não resistiu à nova derrota do Tianjin Quanjian na segunda divisão chinesa e foi demitido do comando do clube.

Sua saída foi confirmada após uma reunião com o presidente do clube, Shu Yuhui, e integrantes da diretoria. Há rumores de que o Tianjin já teria um substituto na mira.

Contratado ao final de 2015, Luxemburgo contava com reforços brasileiros, como Luís Fabiano, Geuvânio e Jadson, e jogadores da seleção da China, para tentar conduzir a equipe à elite. Porém, até o momento, a equipe não passa da oitava colocação em 12 rodadas, com quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas
Seu desligamento ainda não significará o fim das conversas com os dirigentes chineses rapidamente. O técnico negocia a multa rescisória pelo fim de seu contrato, avaliada em 6,7 milhões de euros (em torno de R$ 27 milhões).

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir