Esportes

Após confusão em CT, São Paulo empata com o Coritiba no Morumbi

Jogando no Morumbi, o São Paulo encarou o Coritiba na tarde deste domingo (28) pressionado por uma vitória. E ela ainda não veio. As equipes não saíram do 0 a 0 e a equipe mandante chegou ao quinto jogo sem vitória em casa.

Em momento delicado com a torcida, o time paulista entra agora na briga contra o rebaixamento. Na 22ª rodada do Brasileirão, o São Paulo fica com 28 pontos, cinco à frente do Internacional -17º colocado, que enfrenta o Sport às 18h30. O Coritiba é o 15º com 26 pontos.

O clima no São Paulo ficou tenso na manhã deste sábado (27), quando integrantes de torcidas organizadas do clube invadiram o Centro de Treinamento são-paulino, onde a equipe treinava.

Alguns torcedores chegaram a avançar contra jogadores como o lateral Michel Bastos, titular no empate, e o meia Wesley, que ficou no banco.

Durante a partida, no entanto, o clima na torcida foi outro. Eram pouco menos de 8 mil torcedores presentes no estádio e a maior parte deles apoiou o clube. Michel Bastos foi hostilizado, em especial na saída para o vestiário no intervalo.

O JOGO

O primeiro tempo teve domínio do São Paulo. O mandante trabalhou a bola mais pelo lado esquerdo do campo e arriscou bastante de longe. Dentro da área, o atacante são-paulino Chávez perdeu duas grandes chances sozinho contra o goleiro.

A primeira oportunidade de gol na partida, no entanto, foi coxa branca. A única dos paranaenses no primeiro tempo. Aos 5min, Neto Berola recebeu cruzamento na área, marcado por Buffarini. O defensor escorregou e deixou Berola livre para finalizar por cima do travessão.

A esquerda são-paulina funcionou aos 25min do primeiro tempo, o são-paulino Cueva enfiou a bola para Mena na ponta, que cruzou para Chávez. Ele saiu na frente da zaga dentro da área e se atirou para chutar por cima do gol.

O atacante argentino ainda teve mais duas grandes chances no fim do primeiro tempo. Ele bateu cruzado de fora da área, à direita do gol. Na sequência, a defesa do Coritiba errou na saída de bola, que sobrou com o atacante na área. Wilson defendeu com o pé o chute a queima-roupa.

Os times voltaram para o segundo tempo de forma semelhante. O São Paulo investiu na troca de passes e velocidade pelos lados, em especial pela esquerda. O Coritiba tentou trocar de atacantes, Vinicius por Iago Dias, mas continuou acuado na defesa e arriscando passes longos.

Em meados do segundo tempo o time paranaense finalmente conseguiu se acertar em campo e chegou a crescer um pouco na partida, mas não o suficiente para ameaçar. Aos 19min teve chance com o meia Raphael Veiga. Ele bateu livre de dentro da área para milagre do goleiro são-paulino Dênis ao salvar com o pé.

O time da casa voltou a dominar por volta dos 30min. A superioridade se refletiu na posse de bola (58%) e em oportunidades criadas (foram 18 do São Paulo contra cinco do Coritiba), mas não se converteu em gols.

SÃO PAULO

Denis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Cueva, Kelvin (Pedro) e Michel Bastos (Luiz Araújo); Chavez. T.: Ricardo Gomes
CORITIBA
Wilson; Dodô, Luccas Claro, Juninho e Benítez; João Paulo (Walisson Maia), Edinho, Juan e Raphal Veiga; Vinícius (Iago) e Neto Berola. T.: Carpegiani
Cartões Amarelos: Buffarini e Mena (S); Edinho (C)
Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Público: 7.836 presentes
Renda: R$ 182.596,00
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir