Esportes

Após bater recorde sul-americano, Murer é bronze na Liga Diamante

A medalha de bronze veio com a marca de 4,65 m, atrás somente da cubana Yarisley Silva (4,71 m) e da grega Ekaterini Stefanidi - foto: reprodução

A medalha de bronze veio com a marca de 4,65 m, atrás somente da cubana Yarisley Silva (4,71 m) e da grega Ekaterini Stefanidi – foto: reprodução

Uma semana depois de bater o recorde sul-americano no salto com vara, a saltadora brasileira Fabiana Murer obteve nesta sexta-feira (15) o terceiro lugar da prova válida pela etapa de Mônaco, na França, da Liga Diamante de atletismo.

A medalha de bronze veio com a marca de 4,65 m, atrás somente da cubana Yarisley Silva (4,71 m) e da grega Ekaterini Stefanidi, que foi a campeã, com 4,81 m.

“A prova foi boa, mas o vento estava inconstante, girando, e isso dificultou a prova, principalmente no aquecimento. Fiz um salto muito alto no 4,65 m e boas tentativas no 4,76 m. Faltou ajustar alguns detalhes, mas gostei bastante dos saltos que fiz”, disse Fabiana, via nota.

Na semana passada, a saltadora brasileira bateu o recorde sul-americano da prova no último dia 3 de julho, no Troféu Brasil de Atletismo, ao alcançar os 4,87 m, melhor marca do mundo no ano.

Agora, Fabiana viajará nos próximos dias para Londres, onde disputará a nova etapa da competição, no dia 23. Na sequência, ela retornará ao Brasil para realizar a preparação final para os Jogos Olímpicos.

Um dos principais nomes do atletismo brasileiro, a esportista tentará sua primeira medalha no Rio de Janeiro.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir