País

Após atropelar e matar operário, filho de Ivo Pitanguy responderá por homicídio doloso

A Polícia Civil do Rio indiciou nesta segunda-feira (24) o empresário Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, 59, filho do cirurgião plástico Ivo Pitanguy, por homicídio doloso (quando há a intenção de matar) e embriaguez.

O empresário foi preso em flagrante na noite de quinta-feira (20) após atropelar e matar o operário José Fernandes Ferreira da Silva, de 44, na Gávea, Zona Sul do Rio.

Com 70 multas e mais de 240 pontos na carteira, o empresário perdeu o controle do carro que dirigia, bateu em um poste e atropelou Silva, que terminara seu turno nas obras da linha 4 do metrô. Os dois foram socorridos e levados ao hospital. Silva morreu no hospital.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Monique Vidal, da 14a DP (Leblon), o empresário assumiu o risco de matar o operário ao dirigir embriagado. Ele está detido em prisão preventiva no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio.

No sábado (22), a Justiça do Rio negou o pedido de liberdade provisória ao empresário, solicitado pela defesa.

Procurado para comentar o indiciamento de Pitanguy, seu advogado, Rafael de Piro, disse que aguardará até que o caso seja submetido ao crivo do Ministério Público e do Poder Judiciário.

Anteriormente Piro havia descrito o acidente como uma fatalidade. “Estava chovendo muito e o carro não ficou danificado demais. Ou seja, isso aponta que ele não estava em alta velocidade”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir