Mundo

Após atentados que mataram 63, Itália e Espanha elevam alerta antiterrorista

A Espanha e a Itália elevaram hoje (26) os níveis de alerta antiterrorista na sequência dos atentados na França, na Tunísia e no Kuwait. Em Madri, o Ministério do Interior elevou o nível de alerta de médio para alto.

“ Considerando a proximidade do nosso país dos países onde alguns desses ataques ocorreram, foi proposto elevar o nível de alerta antiterrorista do terceiro para o quarto de cinco níveis, o que significa um risco alto de atentado”, disse o ministro do Interior espanhol, Jorge Fernandez Díaz, em entrevista à imprensa. “Este aumento implica um reforço da vigilância de alvos suscetíveis e de infraestruturas críticas”, acrescentou.

Na Itália, o ministro do Interior, Angelino Alfano, também anunciou a decisão de aumentar o alerta antiterrorista, sem, entretanto, indicar o nível. “Não há nenhum país com risco zero, por isso decidimos elevar o nível de alerta”, disse Alfano à imprensa durante uma visita a Milão.

Os anúncios foram feitos horas depois dos três ataques terroristas.

Na Tunísia, pelo menos 37 pessoas morreram e 36 ficaram feridas, na sua maioria turistas, quando um homem armado abriu fogo indiscriminadamente em um resort hoteleiro em Sousse, a 140 quilômetros ao sul de Túnis.

No Kuwait, o ataque, reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, a uma mesquita xiita na capital matou 25 pessoas, segundo dados do Ministério do Interior. Em comunicado divulgado pela agência de notícias oficial Kuna, a pasta informou que há 202 pessoas feridas.

Na França, autoridades identificaram Yassin Salhi, de 35 anos, nascido em Pontarlier, na mesma região do ataque, como o autor do atentado a uma fábrica de gás natural em Isère (Sudeste do país), no qual uma pessoa morreu e duas ficaram feridas. O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, confirmou que uma cabeça, coberta com inscrições em árabe, foi encontrada no local, pendurada em uma grade.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir