Dia a dia

Após assassinatos, taxistas protestam por mais segurança nas ruas de Manaus

Agentes do Manaustrans e policiais militares da 24ª Cicom negociaram com os taxistas para que as vias fossem liberadas - foto: divulgação/Manaustrans

Agentes do Manaustrans e policiais militares da 24ª Cicom negociaram com os taxistas para que as vias fossem liberadas – foto: divulgação/Manaustrans

Em protesto pela morte de dois colegas, um grupo de 80 taxistas bloqueou as avenidas Floriano Peixoto, Sete de Setembro e Getúlio Vargas, no Centro de Manaus, na tarde desta segunda-feira (3), por uma hora, prejudicando o trânsito. Eles protestaram contra a falta de segurança na capital.

Antes da manifestação, os taxistas se concentraram, às 15h30, na avenida Maués com a Lourenço Braga, na Manaus Moderna, bairro Cachoeirinha, Zona Sul, e depois seguiram em carreata pelas ruas do Centro.

Segundo informações do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans), para bloquear a Floriano Peixoto, o grupo se concentrou em frente ao edifício Garagem (Garajão), por cerca de 20 minutos. Depois os manifestantes seguiram para o cruzamento das avenidas Getúlio Vargas e Sete de Setembro, onde fecharam o trânsito por mais 40 minutos.

Agentes do Manaustrans e policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) negociaram com os taxistas e conseguiram que as vias fossem liberadas e o controle de fluxo fosse retomado por volta das 18h.

Assassinatos

Após alguns meses sem registrar mortes de profissionais da categoria, Manaus teve duas entre a noite de domingo (2) e manhã desta segunda-feira (3). O primeiro ocorreu por volta das 22h de ontem, no bairro Zumbi dos Palmares, Zona Leste, onde o corpo do taxista Carlos Patrick Santos Martins, 29, foi encontrado com várias perfurações pelo corpo.

Já o segundo assassinato aconteceu por volta das 8h de hoje, quando o taxista Vivaldo Lúcio Ferreira de Souza, 59, foi morto com dois golpes de faca, minutos após entrar no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul.

Conforme a polícia, ambos os crimes têm características de latrocínio (roubo seguido de morte) e estão sendo investigados.

Por Narel Desiree
Colaborou Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir