Dia a dia

Após aplicar golpe de R$ 60 mil em distribuidora de bebidas, estelionatário é preso na Zona Norte

A polícia solicita que novas vítimas compareçam até a sede do 14º DIP para formalizar denúncia contra Jáder - foto: divulgação

A polícia solicita que novas vítimas compareçam até a sede do 14º DIP para formalizar denúncia contra Jáder – foto: Luis Henrique 

Jáder Damasceno Mota, 34, foi apresentado na manhã desta terça-feira (18), pela Polícia Civil do Amazonas, suspeito de aplicar golpes de estelionato em estabelecimentos comerciais de Manaus. O prejuízo chegou a R$ 60 mil apenas em uma distribuidora de bebidas no bairro Nova Cidade, na Zona Norte da cidade.

O infrator foi preso em cumprimento de mandado expedido no dia 12 de julho deste ano, pela juíza Margareth Hogan, do Plantão Criminal. Ele foi localizado pela equipe de investigação do 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e recebeu voz de prisão na manhã desta segunda-feira (17), por volta de meio-dia, na residência dele, localizada em um conjunto habitacional na mesma região onde aplicava golpes.

De acordo com o delegado titular do 14º DIP, Christiano Castilho, Jáder utilizou documentos falsos de um morador de rua para a prática do crime de estelionato. “O infrator encontrou o documento na rua, que pertencia a um morador de rua, e passou a usar as informações para aplicar golpes. Ele comprava bebidas em uma distribuidora e, posteriormente, revendia a mercadoria bem abaixo do preço. Estamos investigando os locais onde esses produtos eram repassados e os proprietários deverão ser intimados a prestarem esclarecimento”, informou.

Ainda segundo a autoridade policial, Jáder efetuou duas compras no estabelecimento com pagamento a vista, sendo uma no valor de R$ 3 mil e outra de R$ 5 mil. Já na terceira vez, para uma compra avaliada em R$ 60 mil, o estelionatário disse que pagaria posteriormente, mas os donos da mercadoria informaram que o acordo não foi cumprido. “Ele agiu de má fé. Conseguiu a confiança dos proprietários da empresa e depois aplicou o golpe. Quando a empresa entrou em contato para fazer a cobrança, ele alegava que não sabia nada a respeito e que o dono da compra da mercadoria seria o tal morador de rua e que não sábia informar o paradeiro”, frisou.

A linha de investigação aponta que Jáder também utilizou a documentação falsa para comprar um moto modelo Yamaha XTZ 150 Crosser, de cor branca e placa PHI-7446, que foi apreendida durante a operação policial. O delegado informou, ainda, que as investigações em torno do caso irão continuar, possivelmente, com o intuito de averiguar a existências de outras pessoas envolvidas no esquema criminoso.

Já o real dono da documentação, o morado de rua, que não teve o nome revelado pela polícia, foi localizado próximo ao porto da Ceasa, na Zona Leste. Em depoimento informou que é natural do interior do Amazonas e veio para Manaus para realizar tratamento de saúde, porém,b ao chegar na capital constatou que a situação do problema de saúde era muito grave, entrou em depressão; passando a morar na rua, consumir drogas e, em uma das ocasiões durante a vida noturna, acabou perdendo a documentação.

A polícia solicita que novas vítimas compareçam até a sede do 14º DIP para formalizar denúncia contra Jáder e, assim, ele possa ser indiciado pela prática de outros delitos. Após os procedimentos policiais, o homem deverá ser encaminhado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoal, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 
Isac Sharlon
Portal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir