Cultura

Projeto Apoena recebe prêmio e tem programação em Manaus até maio

A arte do graffiti ganhou espaço durante a 5ª Edição da Black & White Mostra de Graffiti, com 35 artistas – Foto: Divulgação

A arte do graffiti ganhou espaço durante a 5ª Edição da Black & White Mostra de Graffiti, com 35 artistas – Foto: Divulgação

Em sua segunda semana de execução, o projeto Apoena promove uma série de atividades de ocupação artística na Escola Municipal Deputado Ulisses Guimarães, no Mutirão, na Zona Norte. A ação envolve dança, música, teatro, artes circenses e visuais. O projeto foi contemplado pelo Prêmio Ocupação Artística, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e segue com programação intensa até maio.

“Quando propusemos um prêmio com essas características é porque acreditávamos nesse potencial descentralizador, de colocar o poder público como fomentador da prática cultural. A importância disso é imensurável pelo poder transformador da arte”, afirmou o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula. Idealizadora do Apoena, Francis Baiardi, explicou que o projeto é voltado para crianças e adolescentes da escola, mas envolve, também, a comunidade. “Nesta semana faremos duas oficinas no período da manhã e mais três à tarde. Às sextas-feiras ocorrem as apresentações teatrais”, explicou.

Entre as atividades programadas para os próximos dias estão as oficinas de Artes Visuais e Percussão 1/03; Oficina de Clown e Dança Contemporânea, 2 e 3/03; Apresentação da Contém Dança Cia e do artista circense Alan Panteón, 4/03.

Para o gestor da escola, Carlos André Alonso, o projeto cultural influência diretamente no desenvolvimento acadêmico dos alunos, que despertam o interesse para as mais variadas modalidades artísticas. “Aqui, buscamos sempre valorizar essas atividades com os alunos. Participamos de projetos, envolvemos a escola com a comunidade e trabalhamos para que isso aconteça; para que esses projetos estejam cada vez mais presentes”, ressaltou o gestor.

Graffiti

No último fim de semana, o Mutirão também foi cenário para a 5ª Edição da Black & White Mostra de Graffiti. O evento reuniu 35 artistas, dos quais dez eram convidados vindos de outras cidades brasileiras e do exterior. Os graffitis foram produzidos no muro da Escola Municipal Deputado Ulisses Guimarães.

Um dos coordenadores da mostra, o artista Jarbas Gato Marinho, o Lobão, destacou o sucesso desta edição. “O interessante é que vem participar não apenas quem faz graffiti, mas quem quer aprender ou só tem curiosidade de participar”. O encontro levou ao palco, ainda, outros elementos da cultura do hip hop, como djs e rappers.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir