Esportes

Apesar de suspensão, Uefa desafia Fifa e mantém Platini presidente

A Uefa, entidade que dirige o futebol europeu, desafiou o Comitê de Ética da Fifa e manteve Michel Platini no cargo de presidente apesar da suspensão de 90 dias contra ele anunciada nesta quinta-feira (8).

Em nota, o Comitê Executivo da Uefa afirmou que decidiu não transferir o comando para a vice-presidência porque Platini vai apelar da decisão de afastá-lo das atividades do futebol. No entanto, o Comitê de Ética da Fifa, um órgão independente, é claro em seu comunicado: a suspensão do cartola tem efeito “imediato”, ou seja, ele deve sair do posto a partir desta quinta.

O francês deve se manifestar nas próximas horas. O prazo para apelação da suspensão é de dois dias.

Ele foi punido com um afastamento temporário de 90 dias, prorrogáveis por mais 45, em razão do recebimento de 2 milhões de francos suíços (R$ 8,3 milhões) da Fifa em 2011, pagamento autorizado pelo presidente da entidade, Joseph Blatter, que também foi suspenso nesta quinta.

Esse pagamento faz parte de uma investigação criminal do Ministério Público suíço aberto contra Blatter no último dia 24 de setembro. Platini alega que o dinheiro decorre de serviços prestados entre 1999 e 2002.

Ele era até hoje o candidato favorito para a eleição à presidência da Fifa, marcada para 26 de fevereiro em meio ao maior escândalo de corrupção da história da entidade. Agora, diante da suspensão, é grande a chance de a candidatura ser barrada.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir