Eleições 2016

Apenas 3 prefeituráveis de Manaus declaram ao TSE gastos sobre as duas primeiras semanas de campanha

Dos nove candidatos que disputam a Prefeitura de Manaus nestas eleições, apenas três já declararam gastos em duas semanas de campanha, conforme dados colhidos no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os valores empenhados ultrapassam R$ 300 mil.

Em primeiro lugar em despesas contratadas aparece o candidato da coligação ‘Mudança Para Transformar’, Marcelo Ramos (PR) que, dos R$ 490 mil de doações recebidas pelo diretório nacional e municipal do seu partido, R$ 142 mil já foram empenhados, a maioria em contratações, em nome de pessoas físicas, escritório de contabilidade, advocacia e microempresa sem ramo definido.

O segundo colocado em gastos está o candidato José Ricardo (PT), da coligação ‘Compromisso Com o Povo’ que, mesmo com apenas R$ 89 mil em caixa, já se comprometeu com gastos de R$ 130 mil em contratação de serviços. Parte das despesas do petista se refere à contratação de microempresas e empresas de petróleo e de pessoas físicas.
Na lista de doadores, o próprio candidato doou o valor de R$ 74 mil para a campanha dele. Pessoas físicas que atendem pelos nomes de Raimundo Crerisvan de Souza doou R$ 4,6 mil, Francisca Barbosa Feitosa com R$ 2 mil, Nayleide Araújo da Silva com R$ 1,5 mil e José Carlos Valim com R$ 1,5 mil.

O candidato à reeleição, Arthur Neto (PSDB), da coligação ‘Por Uma Só Manaus’, foi o que declarou ter menos gasto nestas duas semanas de campanha. Dos R$ 119 mil recebidos em doações, a coordenação da coligação informou ao TRE que gastou apenas R$ 33 mil com pagamentos de serviços de pessoas físicas, loja de autopeças e microempresas.

Das doações recebidas a sua candidatura até o momento, o maior valor veio do procurador-geral do Município, Marcos Cavalcante, que doou R$ 43 mil à campanha de Arthur Neto.

Sem despesas

Henrique Oliveira (SDD), da coligação ‘Pra Manaus Vencer’ entregou relatório financeiro, na última quinta-feira, à Justiça Eleitoral, informando ter recebido em doações físicas o valor de R$ 100,1 mil, porém até o momento o candidato não declarou qualquer gasto ou despesa em sua campanha.

A maior doação de sua campanha, até agora, partiu de seu candidato a vice, o empresário Alessandro Bronze, que doou R$ 100 mil, enquanto Moisés Leal Corrêa, doou R$ 100.

Serafim Corrêa (PSB) declarou ter recebido o valor de R$ 250 mil em doações e Silas Câmara, que desponta em primeiro lugar no ranking da arrecadação, com R$ 500 mil recebidos, ainda não declarou qualquer gasto, nesta campanha, para o Tribunal Regional Eleitoral.

O candidato com menor valor em doação recebido é Luiz Castro (Rede), da coligação ‘Sim, É Possível’, no valor de R$ 21,3 mil doados por pessoas físicas. Até o momento, o candidato também não realizou nenhum pagamento.

Os únicos candidatos que até o momento não declararam receber nenhuma quantia foram Hissa Abrahão (PDT) da coligação ‘Novos Caminhos, Novas Ideias’ e Professor Queiroz (Psol) da coligação ‘Manaus Por Nós: Construindo o Poder Popular’.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir