Sem categoria

Anúncio de greve dos bancários lota agências em Manaus

O salão do banco foi tomado por um grande número de pessoas que aguardavam o atendimento em filas enormes – foto: Luana Dávila

O salão do banco foi tomado por um grande número de pessoas que aguardavam o atendimento em filas enormes – foto: Luana Dávila

Após o anúncio da greve dos bancários, prevista para iniciar nesta terça-feira (30), milhares de amazonenses decidiram recorrer às agências bancárias nesta segunda-feira (29) para tentar antecipar as transações financeiras e evitar problemas.

A agência da Caixa Econômica Federal localizada no Boulevard Álvaro Botelho Maia, uma das agências mais procuradas na capital devido os serviços de financiamento habitacional, amanheceu mais lotada do que de costume.

“Eu estou aqui (na Caixa) esperando atendimento para entrega da documentação da minha casa, há quase uma hora, mas prefiro esperar uns minutinhos hoje a esperar vários dias para a finalização da greve”, disse uma enfermeira que não quis se identificar.

Já a estudante Ana Clara, 20, disse que quando escutou os rumores da possível greve correu para a agência na tentativa de resolver a documentação de financiamento junto ao Programa de Financiamento Estudantil (Fies), que agora está em análise.

“Estou feliz por ter conseguido entregar meus documentos.  Agora vou torcer para o meu fiador ser aprovado”, disse.

Um funcionário da agência, que também não quis ter o nome revelado, com receio de retaliações, contou ao EM TEMPO Online que vai participar da greve. “É um direito nosso! Nós queremos aumento de salário e da participação nos lucros, que atualmente é irrisória. Nós só vamos voltar a trabalhar quando os nossos direitos forem dados”, disse o bancário.

A agência do Banco Bradesco, na mesma avenida, também esteve lotada durante a manhã.  O salão do banco foi tomado por um grande número de pessoas que aguardavam o atendimento em filas enormes.

“É sempre mais complicado trabalhar em dias que antecedem às greves. A estimativa de clientes geralmente dobra”, informou uma funcionária.

Um funcionário da agência, que não quis ter o nome revelado contou ao EM TEMPO Online que vai participar da greve - foto: Luana Dávila

A Caixa do Boulevard Alvaro Maia é uma das agências mais procuradas na capital devido os serviços de financiamento habitacional – foto: Luana Dávila

Greve

O Sindicato dos Bancários do Amazonas (Seeb-AM) anunciou a  greve  da categoria na última sexta-feira (26). A entidade também confirmou hoje (29) que aproximadamente mil bancários devem aderir à greve e que apenas algumas agências em Manaus irão funcionar amanhã (30), mas a previsão é de que quarta-feira (1) a paralisação seja total.

De acordo com dados da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), na última reunião com os empresários do ramo bancário, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) elevou a proposta inicial de reajuste que era de 7% para 7,35% para os salários e de 7,5% para 8% para os pisos.

Os trabalhadores pedem um reajuste salarial de 12,5% e piso de R$ 2.979,25, além de outras reivindicações como  o “fim de ‘metas abusivas’, combate ao assédio moral e isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde”, as reivindicações estão registradas no site da Seeb-AM.

Além do reajuste 12,5% e piso de R$ 2.979,25 também enquadram a pauta nacional da categoria o 14º salário; participação nos lucros e resultados de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247; vales-alimentação e refeição, cesta alimentação, décima terceira cesta e auxílio-creche/babá de R$ 724 ao mês. Outas demandas são:  gratificação de caixa, no valor de R$ 1.042,74; gratificação de função equivalente a 70% do salário do cargo efetivo; e vale-cultura de R$ 112,50 para todos trabalhadores.

Por Luana Dávila EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir