Dia a dia

Ano letivo para escolas do rio Negro encerra nesta sexta-feira

 Alunos da Escola Santo André receberam certificado de formatura das mãos dos professores – foto: divulgação


Alunos da Escola Santo André receberam certificado de formatura das mãos dos professores – foto: divulgação

Aproximadamente três mil alunos da rede municipal de ensino encerram o ano letivo 2016 nesta sexta-feira (14). São estudantes de 29 escolas localizadas no rio Negro, Zona Rural de Manaus, e que cumprem calendário diferenciado por conta da cheia e vazante do rio.

O ano letivo para esses alunos começou no mês de janeiro e, desde então, seguiu com aulas dois sábados por mês até julho, para que fossem cumpridos os 200 dias letivos conforme o calendário escolar.

“Nós cumprimos um calendário diferenciado por conta das especificidades, das questões climáticas, da condição do rio. O que mais influencia é o período da seca, quando os barcos não conseguem chegar até as escolas com os alunos. Por isso, as aulas começam logo em janeiro, mas não tem muita diferença para as outras escolas”, informou a chefe da divisão distrital zonal rural, Edilene Pinheiro.

Para marcar o encerramento do ano letivo, a Escola Municipal Santo André, localizada na comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, no rio Negro, organizou uma cerimônia de formatura para os formandos da Educação Infantil, do 3º, 5º e 9º ano. Ao todo, 26 alunos da instituição de ensino receberam certificado de formatura das mãos dos professores.

Para o gestor em exercício da escola, Paulo Gravata, a festa de formatura realizada para os alunos da zona ribeirinha é importante para marcar o avanço de vida educacional de cada um. “Este é o resultado final de tudo que foi feito em 2016. Temos orgulho de entregar para a sociedade esses alunos formados no meio da floresta”, destacou o gestor.

Acordando cedo todos os dias para encarar quase meia hora de barco e deixar a filha na escola, a agricultora Maria Erineia da Silva Menezes disse esperar que esta seja a primeira de muitas conquistas da filha Vitória Lorena Menezes, que se formou no 3º ano.

“É um momento de muita felicidade. Tenho muito orgulho da minha filha. Ela é amiga, parceira, minha companheira e espero que venham mais conquistas para ela”, disse.

Sentimento de orgulho também teve a professora Léia Pereira de Souza, que viu o filho Duan Frederico de Souza fazer o juramento para os alunos da educação infantil.

“O Duan é um dos destaques da escola, os professores o elogiam bastante. Sempre digo a ele que pode fazer a diferença na família, que tem tudo para ser um grande homem”, comentou.

As demais escolas da zona ribeirinha, além da rodoviária e zona urbana seguem com o calendário escolar até o mês de dezembro.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir