Mundo

Americano sequestrado pelo pai é achado 13 anos depois

 

Um jovem americano dado como desaparecido aos cinco anos foi encontrado 13 anos depois, com outra identidade, morando com seu pai, que foi detido, informaram nesta quinta-feira (5) as autoridades locais.

Julián Hernández, 18, aparentemente esteve vivendo sob diferentes nomes junto ao pai, Bobby Hernández, nos últimos 13 anos, enquanto sua mãe o procurava.

Brandon Falls, promotor do condado de Jefferson (Alabama, sul dos EUA), explicou às TVs locais que a resolução do caso começou quando Julián tentou solicitar acesso a várias universidades e encontrou problemas na verificação de seu número de seguro social -o número e seu nome não batiam.

Um conselheiro educativo ajudou o jovem, e ambos encontraram seu nome na base de dados do Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas.

Com a ajuda do FBI, a polícia federal americana, as autoridades confirmaram a verdadeira identidade de Julián e detiveram seu pai na segunda-feira (2) em Cleveland (Ohio, no meio-oeste americano).

Cleveland é a mesma cidade na qual, em maio de 2013, a polícia libertou três mulheres com idades entre 23 e 32 anos (Amanda Berry, Georgina DeJesus e Michelle Knight) que foram capturadas entre 2002 e 2004.

Condenado à prisão perpétua por 937 acusações, o sequestrador, Ariel Castro, se matou na prisão.

MÃE AVISADA

De acordo com a polícia de Vestavia Hills, subúrbio de Birmingham (Alabama), a mãe de Julián Fernández já foi notificada de sua reaparição.

A mãe, cujo nome não foi divulgado, tinha a custódia legal do filho e informou o desaparecimento de Julián à polícia em agosto de 2002.

Desde o começo, as autoridades tinham suspeitado do pai e levantado a hipótese de possível sequestro.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir