Política

Amazonino comemora e Braga busca apoio para o segundo turno

‘Não sei onde coloco tanta alegria neste corpo’, diz Amazonino durante coletiva, após o resultado do 1º turno – Janailton Falcão e Márcio Melo

Com 38,77% dos votos válidos, o candidato Amazonino Mendes (PDT) foi cauteloso e sereno durante entrevista coletiva concedida na noite de ontem, em seu comitê de campanha na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste da capital. Apesar da larga vantagem sobre o segundo colocado, Eduardo Braga (PMDB), o pedetista elogiou a terceira mais votada do pleito, Rebecca Garcia (PP), mas despistou sobre buscar apoio para o segundo turno da eleição.

“Eu acho que não é propósito, mas nem despropósito. Esse é um ato que seria, no caso, de voluntariedade, uma determinação própria da pessoa, sua consciência, não eu ir procurar para fazer conluio, conchavo político. Eu acho que não é muito correto, não se casa muito com o que a gente tem dentro da gente”, afirmou o candidato.

Leia também: Arthur pedirá mudança da posse do novo governador do AM para setembro

Acompanhado de seu vice, Bosco Saraiva (PSDB), de diversos vereadores, deputados federais e estaduais, secretários municipais e estaduais, além do prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), e da primeira-dama do município, Elisabeth Valeiko – que chegaram ao comitê quando o pedetista já fazia seus agradecimentos finais –, o candidato a governador teceu elogios a Rebecca e valorizou a atuação da concorrente.

“Eu respeito muito essa senhora. Quero aproveitar para lhe estender a mão e lhe parabenizar pela campanha limpa que ela fez, pela dignidade dela. Foi uma mulher corajosa, ela enfrentou, guerreou, lutou e mostrou qualidades. Agora, quanto a apoiar ou não, é uma questão de consciência dessa querida candidata”, declarou.

Amazonino chegou ao comitê cerca de dez minutos antes do horário da coletiva. Bastante festejado por todos que o aguardavam no local, ele seguiu para uma sala reservada e exatamente às 20h iniciou seu discurso cercado por seus aliados. Sem oba-oba, o candidato agradeceu aos mais de 576 mil votos obtidos no pleito e todos aqueles que militaram durante a campanha.

Radiante com o desempenho, Amazonino afirma que apoio tem que ser voluntário – Janailton Falcão

“Estou muito sereno, porém, com uma alegria incontida, não sei onde coloco tanta alegria neste corpo. Esse reconhecimento do povo, já nesta altura da minha vida, é isso que me comove, que mexe comigo. É só espírito, são coisas espirituais, coisas do coração. Nossa campanha, a propósito, foi uma campanha da harmonia, que respeitou todos os adversários. Uma vitória típica do povo amazonense”, afirmou o candidato.

Os deputados federais Pauderney Avelino (DEM) e Silas Câmara (PRB), os deputados estaduais Adjuto Afonso (PDT) e Josué Neto (PSD), o secretário estadual de Cultura, Robério Braga, os secretários municipais João Luiz e Elias Emanuel e os vereadores Raulzinho (DEM), Diego Afonso (PDT), Glória Carrate (PRP), Gilmar Nascimento (PSD), Missionário André (PTC), Elisandro Bessa (PHS) e Rosivaldo Cordovil (PTN) acompanharam o discurso de Amazonino.

 

Serenidade

Questionado sobre seu rival na eleição, Eduardo Braga, Amazonino preferiu engradecer o trabalho desenvolvido durante sua campanha, que, segundo ele, foi voltada para a apresentação de propostas, sem ataques pessoais contra qualquer um dos candidatos, diferente do que fez o peemedebista.

“Jamais, em hipótese alguma, deve-se usar de artifícios desonestos para com o povo. Então, se o amor é compreensão, se na luta vierem de novo as 3,5 mil inserções contra mim, as grandes mentiras, mentiras históricas, eu devo dizer o seguinte: os cães ladram e a caravana passa”.

Braga vai buscar apoio de adversários no pleito

Com 377,6 mil votos, o equivalente a 25,36% dos votos válidos, o candidato Eduardo Braga (PMDB) vai para o segundo turno focado em conseguir os votos dos 18,06% da terceira colocada Rebecca Garcia (PP) e os 12,17% do candidato José Ricardo (PT). Mas vai também usar o programa de TV para tentar convencer os 24,35% dos eleitores que não foram às urnas.

Durante coletiva, após a confirmação do seu nome no segundo turno, contra Amazonino Mendes (PDT), Braga disse que agora o momento é de ele e o seu vice, Marcelo Ramos (PR), conversarem com todos os candidatos, sem distinção, para reforçar o palanque, no que ele classificou como nova eleição. Para ele, os quase 60% dos votos válidos do primeiro turno – quando somados os deles com os demais candidatos derrotados –, disseram não à proposta de “arrumar a casa”, de Amazonino.

Braga vai começar a campanha para o segundo turno nesta segunda

Braga não descartou também uma conversa com o governador do Amazonas, David Almeida (PSD), que apoiou a candidatura de Rebecca. “Nós queremos o apoio de todos. Acho que o governador David Almeida teve um papel muito importante nesse processo. Ficou claro que o apoio dele à candidata Rebecca foi importante para ela, que foi uma candidata valorosa nessa eleição, assim como o José Ricardo”, disse.

Braga afirmou que deve começar, nesta semana, a buscar as conversas com todos os candidatos. “É claro que eu mandei mensagem para alguns candidatos parabenizando pelo desempenho, pelo trabalho e nos colocando à disposição para o diálogo. Esperamos poder conversar nos próximos dias”.

Braga ressaltou que agora os tempos de TV na propaganda eleitoral e as inserções são iguais para ambos os candidatos e será nesse tempo que vai buscar convencer os eleitores que não votaram nele.

Braga disse que agora o momento é de ele e o seu vice, Marcelo Ramos (PR), conversarem com todos os candidatos

Sobre continuar com a estratégia de um Eduardo “paz e amor”, que até pediu perdão às pessoas no seu programa eleitoral no primeiro turno, o candidato disse que não se tratava de estratégia e, sim, amadurecimento enquanto ser humano. “Alguns adversários tentaram vender ao longo do tempo que ser enérgico para resolver problemas era sinônimo de arrogância ou prepotência. Hoje, aos 57 anos de idade, eu não perdi a capacidade de energia. Sou uma pessoa mais madura e mais consciente de que muitas vezes é possível fazer com o mesmo vigor, mas ou ouvindo um pouco mais”, disse.

André Tobias e Emerson Quaresma
EM TEMPO

Leia mais:

David Almeida diz que Amazonas vai eleger primeira governadora em eleição suplementar

Amazonino Mendes disputa segundo turno contra Eduardo Braga em eleição do AM

Resultado das urnas aponta Liliane Araújo como promessa política no Amazonas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir