Esportes

Amazonenses se preparam para Campeonato Brasileiro de tiro com arco

No primeiro dia da competição, os jovens disputaram as provas mistas e em dupla, e tiveram o melhor desempenho do torneio na categoria juvenil, chegando à final com duas equipes amazonenses - foto: Janailton Falcão

Os jovens disputaram as provas mistas e em dupla, e tiveram o melhor desempenho do torneio na categoria juvenil, chegando à final com duas equipes amazonenses – foto: Janailton Falcão

Da caça de animais à caça de medalhas. Com a mira apuada, jovens indígenas do Amazonas conquistaram sete medalhas no 8º Campeonato Brasileiro de base de tiro com arco. A competição foi realizada no último final de semana, no centro brasileiro de tiro com arco, em Maricá (RJ). Agora, os atletas que participam do Projeto de Arquearia Indígena do Amazonas, fomentado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAZ), se preparam para a disputa do 41º Campeonato Brasileiro Outdoor da modalidade, em Goiânia (GO).

De acordo com o técnico Aníbal Forte, a equipe vem se esforçando muito para obter resultados expressivos na modalidade. “Esse ano entramos no campeonato com uma equipe muito bem preparada, mais sofisticada e o resultado foi melhor do que o esperado. O treinamento é uma continuidade do que já estávamos fazendo. Hoje, estão retomando no ritmo de treinamento normal, buscando o mesmo resultado do torneio que participamos na semana passada”, destacou.

Integraram a delegação amazonense os atletas Nelson Moraes, Gustavo Santos, Graziela Paulino, Jardel Cruz e Dream Braga, além do técnico Aníbal Forte. No primeiro dia da competição, os jovens disputaram as provas mistas e em dupla, e tiveram o melhor desempenho do torneio na categoria juvenil, chegando à final com duas equipes amazonenses. Larissa Silva e Dream Braga ficaram em primeiro lugar, e Graziela e Gustavo levaram a medalha de prata.

Graziela Paulino,20, diz estar muito ansiosa para competição, mas acredita ter um bom desempenho devido as longas horas de treino. “Minha expectativa é a melhor possível, nossa preparação em equipe está boa, mesmo sendo um campeonato bem mais forte dos outros que já participamos”, disse.

Já o atleta Nelson Moraes,15, destaca que sua primeira participação na competição a nível nacional, será uma oportunidade de conhecer outros atletas de mais experiência. Ele está confiante em um bom resultado. “Será uma oportunidade de trocar experiências com outros atletas de fora. Estou muito confiante. Espero ficar entre os melhores da competição”, afirmou.

Para Gustavo Santos, 18, a preparação está em um nível mais elevado porque a competição a ser disputada merece uma atenção especial. “Acredito que temos boas chances de levar o Amazonas ao lugar mais alto do pódio. Nossa equipe está forte, com uma expectativa boa, conforme os últimos resultados que apresentamos. Nosso maior foco é conseguir uma vaga na seleção olímpica”, ressaltou.

Vaga nas Olimíadas

Para o idealizador do projeto e superintendente-geral da FAS, Virgílio Viana, o desempenho dos jovens na competição destaca o potencial dos atletas para a seleção olímpica. “Essa nova conquista reforça a consistência do projeto e alimenta os nossos sonhos de ter um atleta na Olímpiada do Rio de Janeiro”, afirmou.

Por Lindivan Vilaça

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir