Política em Foco

Amazonenses nas bancadas mais poderosas da Câmara

Os deputados federais do Amazonas fazem parte das bancadas mais poderosas na Câmara dos Deputados, segundo levantamento feito pela Organização Não-Governamental (ONG) Pública. Dos oito deputados federais do Amazonas, cinco compõem a bancada dos “Parentes”, ou seja, são aqueles que têm ou tiveram parentes no Parlamento; quatro são da bancada dos empresários; três da bancada evangélica – tida como uma das mais poderosas no Congresso Nacional; e um é da bancada formada pelos representantes de construtoras ou empreiteiras.

Confira onde estão os amazonenses:

Bancada dos Parentes: Átila Lins (PSD) / Silas Câmara (PSD); Conceição Sampaio (PP) / Alfredo Nascimento (PR); Arthur Bisneto (PSDB);

Bancada dos Empresários: Pauderney Avelino (DEM) / Hissa Abrahão (PPS) / Alfredo Nascimento (PR) / Silas Câmara (PSD)

Bancada evangélica: Silas Câmara (PSD) / Hissa Abrahão (PPS) / Arthur Bisneto (PSDB)

Bancada das construtoras e/ou empreiteiras: Arthur Bisneto (PSDB);

Sem ligações

O único que não faz parte de nenhuma bancada ‘super poderosa’, segundo a Pública, é o deputado federal Marcos Rotta (PMDB). Ele está no primeiro mandato na Câmara Federal e logo de cara já teve a árdua missão de presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES). Aliado de primeira hora do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), Rotta é tido, inclusive, como pré-candidato à Prefeitura de Manaus nas eleições deste ano. Ele, claro, nega veementemente que será candidato. Tá certo…

Poder

Fazer parte das bancadas mais poderosas da Câmara garante, além de uma maior publicidade e respeito no Parlamento, mais poder mesmo. Isso porque, em certas votações, a união das bancadas supera, inclusive, as alianças político-partidárias.

Dinheiro do parlamento para custear alimentação

Mas, nem todo poder do mundo garante a barriga cheia. Prova é que, segundo levantamento do Congresso Em Foco, dos oito deputados federais do Amazonas apenas Alfredo Nascimento (PR), Marcos Rotta (PMDB) e Silas Câmara (PSD) não pediram à Câmara o ressarcimento por gastos com alimentação. Os cinco demais pediram que ao Legislativo o ressarcimento dos valores gastos com alimentação em Brasília. Não bastassem todos os benefícios concedidos pelo parlamento federal, os deputados ainda tem direito ao ressarcimento das alimentações. Assim fica fácil ein…

Corte de gastos

Enquanto isso, no governo do Estado a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) institui uma comissão para redução de gastos e contratos referentes a Saúde. A comissão tem três frentes de ação: área médica; de serviços e processos licitatórios. Se é possível fazer mais ou o mesmo com menos recursos, por que não tentar?

Dinheiro para Educação

Os prefeitos do interior do Estado que vinham reclamando da falta de repasses federais para Educação ganharam um alento este fim de semana: a confirmação do repasse de R$ 1,6 milhão para o Amazonas referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) do mês de fevereiro.

Sem desculpa

Deste valor, R$ 1,2 milhão são para o governo do Estado e R$ 409,4 mil serão divididos entre as prefeituras do Amazonas. Agora, não tem mais desculpa para, ao menos este mês, atrasar o salário dos professores e adiar os investimentos na área.

Investimento em limpeza

Na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o presidente do Legislativo, deputado Josué Neto (PSD), parece que anda preocupada com a limpesa do parlamento. Prova é que destinará R$ 2,2 milhões a Jaks Serviços para prestação de serviços externos com fornecimento de material. Entre os contratos estão: auxiliar de serviços gerais, piscineiro, jardineiro, mensageiro e lavador de autos (carros e motos). Ao menos por fora a Aleam ficará limpa.

Sugestões:
ccavalcante16@gmail.com
99229-2981/3090-1044

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir