Sem categoria

Amazonenses atrasam a entrega do IRPF 2016

Contribuintes possuem até o próximo dia 29 para entregarem a declaração de Imposto de Renda, conforme calendário da Receita Federal – foto: Diego Janatã

Contribuintes possuem até o próximo dia 29 para entregarem a declaração de Imposto de Renda, conforme calendário da Receita Federal – foto: Diego Janatã

A máxima popular de que o brasileiro deixa tudo para última hora “cai bem” para os mais de 157 mil contribuintes amazonenses que ainda não entregaram a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF 2016) até ontem (22). Segundo a Receita Federal, esse volume de pessoas corresponde a 48% de um total de 329 mil contribuintes que são obrigados a entregar o IRPF 2016 no Amazonas.

Conforme a Receita, foram entregues até às 14h de ontem, apenas 171.253 declarações. O prazo final para a prestação de contas com o fisco se encerra no próximo dia 29 de abril.

No mesmo período do ano passado, 56% das declarações já haviam sido entregues. O Delegado da Receita Federal em Manaus, Leonardo Frota, afirmou que o número abaixo da expectativa no Amazonas é similar ao registrado em todas as outras regiões do país. “A Receita está preparada para o maior fluxo de entregas nos últimos dias”, disse.

A engenheira civil Elaine Paez, 38, ainda não entregou a declaração e assume que acabou se acomodando e deixando o prazo se aproximar. “Ao contrário dos anos anteriores, esse ano eu não fiz o seguinte ritual, que é separar em uma pasta, todas as contas que vou poder deduzir o Imposto de Renda. Minha previsão é que eu consiga fazer isso no último dia mesmo. Algumas notas já localizei, outras vou ter que revirar a casa nesse final de semana. Nos anos anteriores sempre declarei com antecedência, essa é a primeira vez que atraso”, disse a engenheira.

Alguns dias após o envio, o Fisco disponibiliza o extrato da declaração no Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal (e-CAC), na Internet, onde é possível verificar se há algum erro nas informações prestadas. Até o dia 29 de abril, é possível fazer a correção antes do prazo e não cair na malha fina.

Penalidades

O contribuinte que entregar a declaração após o prazo previsto ou não apresentar, fica sujeito ao pagamento de multa por atraso, calculada da seguinte forma.

Primeiro, existindo imposto devido, multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, incidente sobre o imposto devido, ainda que integralmente pago, observados os valores mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido; e segundo, inexistindo imposto devido, multa de R$ 165,74, informou a assessoria da Receita Federal.

Obrigatoriedade

As pessoas que estão obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual são aquelas que receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.123,91 e que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Além das pessoas que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.

 

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir