Economia

Amazonas reduziu em 41% o número de empregos formais

AM reduziu as perdas de empregos formais, em 2016 – Arquivo AET

O Amazonas apresentou uma redução de 41% nas perdas de empregos formais, em 2016. No ano passado, foram 5.032 vagas de empregos formais perdidas. Apesar de expressivo, o número é positivo em relação a 2015, quando o Estado perdeu ainda mais empregos, 8.636.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20) e constam no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, do governo federal.

Em dados gerais, no Estado, foram admitidas 7.606 pessoas e desligadas 12.638, deixando o saldo negativo de 5.032 empregos e variação relativa de -1,20%. O setor que mais perdeu empregos em 2016, no Amazonas, foi o da indústria de transformação, com o fechamento de 1.539 vagas, seguido do setor de serviços (1.202) e o da construção civil (1.059).

Nacional

Em todo o país, foram fechadas 1.321.994 vagas, 14% a menos do que no mesmo período de 2015, quando o mercado perdeu 1.534.989 postos de trabalho, segundo dados do Caged.
Apesar dos números ainda serem negativos, a comparação já mostra uma diminuição significativa no fechamento de vagas.

Entre as 27 unidades da Federação, apenas Roraima encerrou 2016 com resultado positivo na criação de empregos formais. O estoque de vagas passou de 51.662 em dezembro de 2015 para 51.746 em dezembro de 2016 – uma alta de 0,16%.

Os dados do Caged mostram também que o salário médio de admissão em 2016 caiu 1,09% em relação ao mesmo período do ano anterior, passando de R$ 1.389,19, em 2015, para R$ 1.374,12, em 2016

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir