Dia a dia

Amazonas lança aplicativo sobre serviços de saúde na rede pública

Pedro Elias adiantou que a Susam prepara, em parceria com a Prodam, o lançamento de outros aplicativos sobre dengue, malária e HIV/Aids  - foto: divulgação

Pedro Elias adiantou que a Susam prepara, em parceria com a Prodam, o lançamento de outros aplicativos sobre dengue, malária e HIV/Aids – foto: divulgação

Acompanhando as modernas tecnologias, o governo do Amazonas lançou nesta terça-feira (8) um aplicativo para orientar a população sobre os serviços de saúde oferecidos pela rede pública. Trata-se do ‘Saúde Amazonas’, ferramenta que vai ajudar a encontrar as unidades mais apropriadas para atendimento de cada tipo de doença e tem o objetivo de reduzir a sobrecarga dos grandes prontos-socorros.

O aplicativo foi idealizado pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam), como parte das ações destinadas a reorganizar o fluxo de atendimento nas unidades da rede. No aplicativo, desenvolvido pela empresa Processamento de Dados Amazonas S.A. (Prodam), o usuário também pode acessar dicas de saúde, em temas como hipertensão, diabetes, Aids/HIV, entre outros.

Segundo o governador, a novidade é parte de um amplo trabalho de modernização do sistema de saúde iniciado ano passado com o objetivo de aperfeiçoar os serviços prestados à população.

No sistema de saúde, outros aplicativos direcionados aos usuários devem ser lançados pela Susam e Prodam ainda no primeiro semestre. O governo estadual busca também sistemas tecnológicos para aumentar a eficiência na gestão. Um dos projetos em estudo, para uso interno dos profissionais da rede, deve criar um sistema de alerta que indica os especialistas em plantão em cada unidade. O objetivo é dar mais rapidez ao deslocamento das equipes para o socorro imediato dos pacientes.

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, explica que a Susam vem trabalhando em parceria com o município, para melhor ordenar o fluxo dos usuários dos serviços de saúde da capital com o objetivo, principalmente, de reduzir a sobrecarga dos grandes prontos-socorros. Essas unidades de urgência recebem, diariamente, um número muito expressivo de pacientes que poderiam ter seu atendimento feito pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), da Prefeitura, ou pelos Serviços de Pronto-Atendimento (SPAs), da rede estadual.

“Além das medidas internas que estamos adotando para a reorganização da rede, consideramos que a orientação da população é um item primordial desse processo”, afirmou Pedro Elias.

O Amazonas Saúde faz a descrição dos serviços atendidos pela atenção básica, SPAs, prontos-socorros, maternidades e hospitais. De posse dessas informações, o aplicativo oferece ao usuário a opção de realizar a busca pelas unidades de saúde mais próximas, o que é feito por sistema de GPS.

Cada unidade é apresentada com endereço, telefone, horário de funcionamento e distância (em quilômetros) que precisa ser percorrida para chegar ao endereço. O usuário pode, ainda, abrir o mapa de localização, para se orientar quanto ao melhor trajeto para chegar à unidade. Se tiver dúvidas, num simples toque, pode ligar para o número de telefone da unidade.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir