Sem categoria

Amazonas Energia vai investir R$ 80 milhões no sistema de Parintins

Diretoria da estatal anunciou, em reunião realizada na comunidade São João do Laguinho, nesta terça (5), que o aporte já está programado para o segundo semestre – foto: divulgação

Diretoria da empresa anunciou, em reunião realizada na comunidade São João do Laguinho, nesta terça (5), que o aporte já está programado para o segundo semestre – foto: divulgação

O fornecimento de energia elétrica em Parintins e na Vila Amazônia ganhará reforço, com investimento de R$ 80 milhões em infraestrutura, antes mesmo da chegada do Linhão de Tucuruí ao município (distante 369 quilômetros de Manaus).

A afirmação é dos diretores da Eletrobras Amazonas Energia, Marcos Vinícios de Almeida Nogueira (Planejamento e Expansão), e José de Albuquerque Rocha (Geração Distribuída), que estiveram nesta terça (5), na comunidade São João do Laguinho, em Parintins.

Os diretores da concessionária participaram de uma reunião com vários líderes comunitários da área rural e autoridades do município da região do Baixo Amazonas. Foi o primeiro encontro de membros da nova diretoria com representantes de comunidades do interior do Amazonas.

“O compromisso desta nova diretoria é aproximar a empresa de seus clientes para resolver os problemas que cada localidade apresenta, sempre com o objetivo de melhorar nossos serviços. Por isso viemos pessoalmente aqui na Comunidade São João do Laguinho para conversar com vocês e entender as demandas da região”, disse o diretor José Rocha, aos comunitários presentes na reunião.

De acordo com José Rocha, a Usina Termelétrica de Parintins receberá, no segundo semestre deste ano, com investimentos da ordem de R$ 80 milhões, uma ampla reforma para receber novos geradores de energia que vão assegurar o fornecimento para o município atendendo, inclusive, a legislação ambiental.

“Uma grande reclamação da população da cidade é o barulho que os atuais geradores produzem durante sua operação. Os novos equipamentos funcionarão em containers com isolamento acústico que acabarão com esse problema”, assegurou.

Linhão de Tucuruí

O diretor Marcos Vinícios informou que a Eletrobras Amazonas Energia já está programada para realizar os trabalhos para receber o Linhão de Tucuruí em Parintins, obra com entrega prevista para 2017. Ele adiantou que a empresa fará as obras complementares que serão responsáveis pela distribuição interna de energia na cidade e em localidades do interior do município.

“Este é um empreendimento autorizado e outorgado pelo Ministério de Minas e Energia e conta com todo apoio do ministro Eduardo Braga, que tem acompanhado o andamento do trabalho e nos cobrado, sistematicamente, o bom andamento das obras e cumprimento dos cronogramas. Quero deixar claro que esse é um projeto que não está mais apenas no papel, ou seja, hoje trabalhamos com prazos a serem cumpridos”, reforçou Marcos Vinícios.

Com a chegada do Linhão, segundo Marcos Vinícios, o parque atual de geração em Parintins será desativado.

“Isso representa uma economia considerável, pois não precisaremos mais usar o óleo combustível do sistema termelétrico. Mas, além da economia, também tem a questão ambiental, já que a energia do Linhão chegará limpa no Amazonas”, completou.
 
Luz para Todos

Segundo o diretor Marcos Vinícios, o programa Luz Para Todos, do Governo Federal, entrará em uma nova fase em Parintins.

“Iniciaremos um trabalho de instalação de 1.545 novas ligações nas regiões que ainda não foram contempladas no programa. Esta nova fase está orçada em R$ 18 milhões, a serem investidos nos anos de 2015 e 2016”, explicou.

Marcos Vinícios afirmou que as redes de distribuição do Luz Para Todos em Parintins terão atenção especial para que o fornecimento de energia elétrica seja mantido sem interrupções.

“Estamos trabalhando de forma estratégica e com a previsão de  aplicação de recursos para garantir a manutenção eficiente da rede. É uma determinação do ministro Eduardo Braga que o fornecimento de energia no Amazonas atenda as necessidades de toda a população, tanto na capital quanto em todos os municípios do interior”, concluiu o diretor.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir