Dia a dia

Amazonas anuncia novas ações no combate a Aids

Entre as medidas anunciadas pela Susam estão à implantação ainda este mês, do kit maternidade (com medicamentos de profilaxia do HIV) - foto: kassio Pereira/Sesa

Entre as medidas anunciadas pela Susam estão à implantação ainda este mês, do kit maternidade (com medicamentos de profilaxia do HIV) – foto: kassio Pereira/Sesa

Novas ações de reforço ao combate ao vírus HIV/Aids foram anunciadas na manhã de ontem, pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam), durante a abertura do “Curso de Atualização em Infecções Sexualmente Transmissíveis, com ênfase na Aids e  Hepatites Virais”. De acordo com o órgão, o Amazonas é o segundo Estado com o maior número de pessoas infectadas com a doença.

Entre as medidas anunciadas pela Susam estão à implantação ainda este mês, do kit maternidade (com medicamentos de profilaxia do HIV) em unidade de saúde dos municípios do interior, que será adotado em caso de mães com HIV. A secretaria firmou uma parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com a proposta de desenvolver atividades, por meio da unidade móvel da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), voltadas ao público jovem, onde o índice de infectados é maior.

No projeto também está sendo discutido com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a descentralização do atendimento ambulatorial dos pacientes vivendo com a doença. Segundo a Susam, o objetivo dessa parceria além de oferecer o tratamento, é estimular as pessoas que estiverem em situações de risco para a transmissão de doenças com Aids e sífilis, a realizarem os testes rápidos que permitem o diagnóstico precoce. A programação dessa ação está prevista para ser apresentada à população no mês de novembro.

Na ocasião, a Susam destacou outra novidade no sistema de saúde do Estado. Ainda este ano, será implantado o selo de qualidade que será concedido às maternidades que conseguirem zerar os registros de crianças expostas à transmissão vertical (de mãe para filho). O lançamento do selo, segundo a secretaria, está previsto para acontecer no dia 1º de novembro, data em se celebra o Dia Mundial de Combate a Aids.

“Alguns municípios do Amazonas já recebem o kit maternidade. A partir deste mês, mais 21 cidades do interior passarão a integrar a lista. Com essa medida, todos os hospitais do interior já estarão com a cobertura dessa ação. Além disso, os 61 municípios do Amazonas já são equipados com o teste rápido de detecção de HIV. O kit será uma medida complementar e essencial aos nossos esforços na detecção e tratamento da doença”, frisou o titular da Susam, Pedro Elias.

A coordenadora estadual de DST/Aids, Silvana Lima, ressaltou no evento, que na capital são oito maternidades entre estadual e municipal e que todas já estão sendo monitoradas sobre a realização dos testes em gestante.

“As unidades devem seguir todo o procedimento determinado pelo Ministério da Saúde. Começar a ação desde o pré-natal, nascimento e acompanhamento da criança nos primeiros meses. Após isso, feito todo o tratamento, todo o procedimento e cumprido a política do ministério, a maternidade estará apta a ser certificada”, salientou.

Silvana orienta ainda as pessoas que já comprovaram por meio de teste a infecção, a darem continuação no tratamento, uma vez que até o momento não foi descoberta a cura para o HIV. “A doença tem controle, mas cura não. Então uma vez que a pessoa sabe que está infectada, não está fazendo o tratamento ou não está tomando regularmente o medicamento ou até abandonado o medicamento, ela dá a oportunidade para o vírus ganhar resistência e se multiplicar, o que poderá até levar à morte.

O nosso trabalho, além dessas novas ações, é repassar para o máximo de pessoas as informações que contribuam no controle da doença, para tentarmos paralisar esse aumento”, finalizou.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir